Belle Époque

Mestre em Artes Visuais (UDESC, 2010)
Graduada em Licenciatura em Desenho e Plástica (UFSM, 2008)

Belle Époque” é uma expressão origem francesa que significa literalmente “Bela Época”. Esta expressão criada para designar um período da história na Europa marcado pela paz aproximadamente entre 1871 quando teve fim a Guerra Franco-Prussiana e julho de 1914 quando começou a primeira Guerra Mundial, compreendendo um total de 43 anos. Este período ficou caracterizado sobretudo pela expansão e progresso tecnológico, científico e cultural.

O período da Belle Époque foi uma fase de grande otimismo entre a população de países como França, Alemanha, Itália, Reino Unido entre outros que aproveitaram este período para se desenvolver em âmbito econômico, tecnológico e cultural. Todos esses avanços fizeram com que as populações desses países restaurassem a crença em dias.

No âmbito tecnológico surgiram inovações como o telefone, o telégrafo sem fio, o cinema, o automóvel, o avião, a fotografia, os bondes elétricos, o fonógrafo, o gramofone além de maquinas de diversas ordens que contribuíram para transformar o habito de vida e pensamentos das pessoas. Todo esse desenvolvimento possibilitou a mecanização do trabalho que antes era manual em sua maior parte. Consequentemente facilitou a produção em série de bens de consumo, especialmente, produtos do ramo alimentício. Historicamente, também, foi nesse período que os trabalhadores assalariados começaram a reivindicar direitos, organizando-se em sindicatos e partidos políticos.

Aos poucos as novidades advindas do progresso começaram a envolver a vida cotidiana da população. Paris tornou-se o centro urbano e cultural referência nesse sentido. Foi nessa cidade que aconteceu a chamada Exposição Universal (Exposition Universalle) realizada em 1900. Esta exposição foi um marco para a Belle Époque, ocorrendo em vários pontos da cidade, visando apresentar a população as últimas novidades tecnológicas e artísticas, como por exemplo as mostras das fabricas de roupas que podiam apresentar os últimos lançamentos da moda.

Todos esses avanços não poderiam deixar de afetar as artes. Os movimentos e vanguardas artísticas foram se moldando a fim de criar uma nova forma de representar a natureza ou a realidade diferente daquela da qual a fotografia já era capaz de fazer. Percebe-se essa movimentação especialmente em movimentos como o Impressionismo e o Expressionismo.

Outras vanguardas artísticas que compunham o período modernista, também, foram criadas de modo a se adaptar e enaltecer as mudanças culturais, tecnológicas e ideológicas predominantes naquele período. O movimento Futurista, criado por Giacomo Balla exemplifica bem essa exaltação. O Futurismo voltava-se somente para o futuro, pregando rompimento com a arte e a cultura do passado, celebrando o progresso e a tecnologia moderna, a vida urbana, a velocidade e a energia.

Todo esse entusiasmo, do qual até os dias atuais colhemos frutos, também, rendeu muitas disputas por dinheiro e poder, culminando na primeira Guerra Mundial em 1914. Infelizmente, muitas invenções desse período de ouro foram utilizadas como tecnologia de armamento.