Obras de Claude Monet

Graduada em Artes-Dança (Unicamp, 2018)

Publicado em 08/03/2022
Ouça este artigo:

Claude Monet foi um pintor impressionista francês amplamente relevante para a história da arte. Seu compromisso com o Impressionismo era visto em cada detalhe de suas obras desde o foco nas pinceladas até o trabalho com luzes e cores.

Com quadros conectados com a natureza, Monet escolheu não representar figuras com base em linhas definidas, mas sim, a partir de pontos ou suaves pinceladas coloridas.

A técnica do claro e escuro que gerava volume e tridimensionalidade para a obra é substituída por blocos de cores vibrantes, isto é, uma imagem plana.

Além disso, o artista ficou reconhecido por representar as mudanças dinâmicas da paisagem de acordo com a perspectiva e a luz, ou seja, o mesmo local em diferentes momentos do dia ou do ano.

Impressão, nascer do sol (1872)

"Impressão, nascer do sol" (1872)

A obra “Impressão, nascer do sol” de dimensão 48 cm por 63 cm compõe o acervo do Museu Marmottan Monet, em Paris. Ela retrata o amanhecer no porto de Le Havre que fica na Normandia.

A técnica impressionista traz sensações não antes experimentadas pelo expectador. As suaves e vibrantes pinceladas traz a impressão que o público está imerso na obra e diante da superfície reflexiva do mar.

Mulher com Sombrinha (1875, 1886-1887)

"Mulher com sombrinha"

“Mulher com Sombrinha” é uma série de pinturas feitas por Monet em diferentes momentos, mas todas elas retratam uma mulher no campo com sua sombrinha. A paisagem é bucólica e representa uma resistência do artista em relação ao período industrial que a Europa enfrentava.

A luz e a cor ganham foco quando comparadas às linhas e formas da pintura. Além disso, no primeiro quadro, em 1875, ele retrata sua primeira esposa com seu filho mais velho. Já nos últimos quadros, de 1886 a 1887, ele faz a representação da sua enteada.

Palheiros (1890 – 1891)

“Palheiros” é um conjunto de vinte e cinco obras que atualmente estão espalhadas por museus do mundo todo: França, China, Estados Unidos, Suíça, entre outros países.

O tema central das obras são pilhas de palha de trigo colhidos. O que as diferencia é o momento do dia ou do ano em que Monet faz a pintura. Diferentes estações climáticas e variação de luminosidade criam novas obras apesar de sempre representarem o mesmo objeto, no mesmo local.

Casas do Parlamento (1900-1905)

Casas do Parlamento (1903)

“Casas do Parlamento” são dezenove obras do mesmo tamanho que retratam o Palácio de Westminster a partir da mesma perspectiva. Elas foram iniciadas quando Monet passou uma temporada em Londres. Todavia, não foram concluídas lá. Para isso, o artista utilizou imagens e fotografias que o ajudavam na conclusão.

Com dimensões aproximadas de 81 cm por 92 cm, o artista continua retratando o ponto turístico de Londres em diferentes momentos do dia e a partir de diversas condições meteorológicas. Caracterizando assim, cada obra como únicas.

Crepúsculo em Veneza (1908-1912)

Crepúsculo em Veneza

“Crepúsculo em Veneza” é uma das obras mais populares do artista e faz parte de uma série de quadros feitos por Monet em sua temporada na cidade italiana.

Três são os elementos importantes da obra: as pinceladas alaranjadas que fazem referência ao pôr do sol, a Catedral de Veneza ao fundo, e as leves e finas pinceladas que compõem as águas. O trabalho com a luz é nítido nesse quadro e trazem sutileza e movimento para as águas.

Referência Bibliográfica:

EHOW. Principais características da obra de Claude Monet. Disponível em: <https://www.ehow.com.br/tecnicas-impressionistas-info_40471/> Acesso em: 28 jan. 2022

INTER MONET. Claude Monet Paintings. Disponível em: <http://www.intermonet.com/oeuvre/> Acesso em: 28 jan. 2022

TUDO POR EMAIL. As 10 Maiores Obras-Primas do Impressionista Claude Monet. Disponível em: <https://www.tudoporemail.com.br/content.aspx?emailid=9540> Acesso em: 28 jan. 2022

Arquivado em: Artes, Pintura