Amós

“Eis que vem dias, diz o Senhor Deus, em que enviarei fome sobre a terra, não de pão, nem de sede de água, mas de ouvir as palavras do Senhor” (Am 8:11)

 Amós era pastor de ovelhas em Tecoa (Judá) “As palavras de Amós, que estava entre os pastores de Tecoa, as quais viu a respeito de Israel, nos dias de Uzias, rei de Judá, e nos dias de Jeroboão, filho de Joás, rei de Israel, dois anos antes do terremoto” (Am 1:1) e em nome de Deus anuncia a injustiça, opressão e corrupção que assolavam ao país, pois aquela região apesar de estar em uma situação material boa, estava em pecado “Portanto assim farei ó Israel! Prepara-te ó Israel para encontrares com o Senhor teu Deus. Porque é Ele quem forma os montes e cria o vento e declara ao homem qual é o seu pensamento; e faz da manhã trevas e pisa os altos da terra; Senhor. Deus dos exércitos é o seu nome” (Am 4, 12:13).

O livro de Amós foi provavelmente escrito por volta de 750 AC, durante o reinado próspero do rei Jeroboão II em Israel e do rei Uzias sobre Judá. Nessa época o povo não era sincero na prática da religião e sai por toda parte desonestidade e injustiça – princípios que desagradam profundamente a Deus. E embora Amós não tenha uma educação sacerdotal, ele foi verdadeiro em sua missão, direcionando suas mensagens para o povo de Israel (seu vizinho do norte). Ele alertava o povo sobre o cativeiro e uma iminente ruína para a nação por causa de seus pecados, da separação que o povo fazia entre os estatutos de Deus e suas atitudes "Assim diz o Senhor: Por três transgressões de Judá e por quatro, não sustarei o castigo, porque rejeitaram a lei do Senhor e não guardaram os seus estatutos; antes, as suas próprias mentiras os enganaram, e após elas andaram seus pais" (Am 2:4).

Ao longo de nove capítulos, constata-se que apesar de tosas as passagens alertando o povo sobre seu pecado, o Senhor relembra ao profeta suas promessas de restauração para os seus "Mudarei a sorte do meu povo de Israel; reedificarão as cidades assoladas e nelas habitarão, plantarão vinhas e beberão o seu vinho, farão pomares e lhes comerão o fruto" (Am 9:14)

Bibliografia:
A Bíblia da Mulher: leitura, devocional, e estudo. 2 ed, Barueri SP: sociedade Bíblica do Brasil 2009.
Bíblia sagrada. Traduzida em português por João Ferreira de Almeida. Revista e Atualizada no Brasil 2 ed Barueri SP, Sociedade Bíblica do Brasil, 1988, 1993.

Arquivado em: Bíblia