Apocalipse

“E Deus limpará de seus olhos toda a lágrima; e não haverá mais morte, nem pranto, nem clamor, nem dor; porque já as primeiras coisas são passadas. E o que estava assentado sobre o trono disse: Eis que faço novas todas as coisas. E disse-me: Escreve; porque estas palavras são verdadeiras e fiéis” (Ap 21:4,5)

A palavra “apocalipse” quer dizer revelação, e por isso esse livro é considerado pelos cristãos como uma revelação de Deus a João, o autor. Este, que é o último livro do Novo Testamento, foi inscrito em uma época em que as autoridades romanas estavam perseguindo os cristãos. Essa perseguição ocorreu porque os cristãos não adorarem Nero, imperador romano que se auto-intitulava “senhor” e “deus”.

            O livro foi escrito em torno de 90 e 96 DC, tempo final do reinado de Domiciano. Antes dele, o culto ao Nero havia se identificado após seu suicídio e com isso a perseguição aos cristãos e a dificuldade enfrentada pelas igrejas.Inclusive, o livro começa com cartas destinadas a sete igrejas da Ásia Menor, são elas as igrejas de Éfeso, Esmirna, Pérgamo, Tiatira, Sardes, Filadélfia, Laodicéia.

E traz informações fortes acerca de devastações que assombram a terra sobre a marca da besta chamada 666 “Também obrigou todos, pequenos e grandes, ricos e pobres, livres e escravos, a receberem certa marca na mão direita ou na testa, para que ninguém pudesse comprar nem vender, a não ser quem tivesse a marca, que é o nome da besta ou o número do seu nome"(Ap 13, 16:17), fala sobre a batalha do Armagedom, a prisão de Satanás; e finalmente o reino do Senhor e o julgamento do Grande Trono Branco com a natureza da cidade eterna de Deus "Depois vi um grande trono branco e aquele que nele estava assentado. A terra e o céu fugiram da sua presença, e não se encontrou lugar para eles"(Ap 20:11).

Este livro demonstra que as profecias sobre Jesus Cristo serão cumpridas e que há um último chamado ao Senhor para seu povo, assegurando de Jesus voltará em breve “E, eis que venho sem demora, e comigo está o galardão, para retribuir a cada um segundo as suas obras. Eu sou o Alfa e o Omega, o princípio e o fim, o primeiro e o último. Bem-aventurados aqueles que lavam as suas vestiduras no sangue do cordeiro para que tenham direito à árvore da vida, e possam entrar na cidade pelas portas. Ficarão de fora os cães e os feiticeiros, e os que se prostituem, e os homicidas, e os idólatras, e qualquer que ama e comete a mentira. Eu, Jesus, enviei o meu anjo, para vos testificar estas coisas nas igrejas. Eu sou a raiz e a geração de Davi, a resplandecente estrela da manhã” (Ap 22:12,16).

Bibliografia:
A Bíblia da Mulher: leitura, devocional, e estudo. 2 ed, Barueri SP: sociedade Bíblica do Brasil 2009.
Bíblia sagrada. Traduzida em português por João Ferreira de Almeida. Revista e Atualizada no Brasil 2 ed Barueri SP, Sociedade Bíblica do Brasil, 1988, 1993.

Arquivado em: Bíblia