Emaús

Emaús é o nome de um lugar citado na bíblia, para onde seguiam alguns discípulos no momento em que Jesus se revelou a eles, após a ressurreição.

Consta que no mesmo dia iam dois discípulos para uma aldeia, longe de Jerusalém, cujo nome era Emaús. E iam falando entre si de tudo aquilo que havia sucedido, da crucificação de Jesus. E aconteceu que, conversando sobre isso, e fazendo perguntas um ao outro, o mesmo Jesus se aproximou, e ia com eles. Mas os olhos deles estavam como que fechados, e não o conheceram. E Jesus perguntou a eles que palavras eram aquelas que, caminhando, trocavam entre eles com tanta tristeza.

Um deles chamado Cléopas respondeu questionando se ele era peregrino em Jerusalém, e não sabia das coisas que estavam acontecendo e que haviam acontecido nos últimos dias. Jesus perguntou quais seriam. E eles disseram a respeito de Jesus Nazareno, que foi homem profeta, poderoso em obras e palavras diante de Deus e de todo o povo; falavam sobre como os principais sacerdotes e príncipes o entregaram à uma condenação de morte, e o crucificaram.

Disseram ainda que esperavam que Jesus redimisse Israel, e agora, diante de tudo que aconteceu, e sendo aquele o terceiro dia desde que as coisas aconteceram, sabiam que  algumas mulheres os contaram que de madrugada foram ao sepulcro e não acharam o corpo dele, voltaram, dizendo que também tinham visto anjos, que disseram que ele vive. Continuaram contando que alguns dos que estavam com eles (os discípulos) foram ao sepulcro, confiando no que haviam dito as mulheres e a ele também não o viram.

Neste momento Jesus os advertiu: “Oh néscios e tardos de coração para crer tudo o que os profetas disseram! Porventura não convinha que o Cristo padecesse estas coisas e entrasse na sua glória?” (Lc 24:25-27). E, começando por Moisés, e por todos os profetas, explicava-lhes o que dele se achava em todas as Escrituras.

Quando chegaram à aldeia para onde iam, Jesus ainda sem ser reconhecido, fez como quem ia para mais longe. Os discípulos o convidaram para ficar com eles, porque já era tarde, e já era noite. Então entrou para ficar com eles.

E aconteceu que, estando com eles à mesa, tomando o pão, o abençoou e partiu-o, e lho deu. Nesta hora então abriram os olhos, chegou-lhes o entendimento de que era Jesus o Cristo que estava com eles o tempo todo. O conheceram, e ele desapareceu.

Em seguida, comentaram entre si que ardia neles o coração quando, pelo caminho, ele os falava, e ainda posteriormente quando os abria as Escrituras. E na mesma hora, levantaram-se, e tornaram para Jerusalém, e acharam congregados os onze, e os que estavam com eles, e diziam: Ressuscitou verdadeiramente o Senhor, e já apareceu a Simão. E eles lhes contaram o que aconteceu no caminho, e como o reconheceram no partir do pão.

Bibliografia:
A Bíblia da Mulher: leitura, devocional, e estudo. 2 ed, Barueri SP: sociedade Bíblica do Brasil 2009.
Bíblia sagrada. Traduzida em português por João Ferreira de Almeida. Revista e Atualizada no Brasil 2 ed Barueri SP, Sociedade Bíblica do Brasil, 1988, 1993.

Arquivado em: Bíblia