I e II Pedro

As duas epístolas fazem parte do Novo Testamento e a autoria se identifica claramente como Pedro, apóstolo de Jesus Cristo, que as escreveu no período entre 60 e 65 DC.

 I Pedro

 "Ele mesmo levou em seu corpo os nossos pecados sobre o madeiro, a fim de que morrêssemos para os pecados e vivêssemos para a justiça; por suas feridas vocês foram curados" (1Pe 2:24)

             Trata-se de uma carta de Pedro destinada aos fiéis que estavam sofrendo perseguição. O autor entendia bem o que era ser perseguido, pois teve experiência de ser agredido, preso e  ameaçado, por pregar a Palavra de Deus. Ele mostrava sua perseverança sem amargura e não deixava-se abater. Com esperança, vivendo de forma obediente aos ensinamentos de Jesus, alimentava a sua fé e procurava pelas cartas incentivar aos outros cristãos a continuarem firmes. "Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo! Conforme a sua grande misericórdia, ele nos regenerou para uma esperança viva, por meio da ressurreição de Jesus Cristo dentre os mortos"(1Pe 1:3)

            A esperança viva em Jesus foi a essência de sua mensagem, buscando sempre a presença e exemplo de Cristo, apensar de toda violência que o povo dele poderia sofrer "Vocês, porém, são geração eleita, sacerdócio real, nação santa, povo exclusivo de Deus, para anunciar as grandezas daquele que os chamou das trevas para a sua maravilhosa luz" (1Pe 2:9. )Inclusive, esta carta menciona experiências pessoais de Pedro com o próprio Jesus, a exemplo de seus sermões que estão relatados nos livro de Atos dos Apóstolos.

Pedro alerta o povo sobre Satanás como grande inimigo de todos os cristãos, e reafirma que Cristo voltará para buscar os seus, e seu povo não deve perder a esperança "Sejam sóbrios e vigiem. O diabo, o inimigo de vocês, anda ao redor como leão, rugindo e procurando a quem possa devorar. Resistam-lhe, permanecendo firmes na fé, sabendo que os irmãos que vocês têm em todo o mundo estão passando pelos mesmos sofrimentos"(1Pe 5,8:9)

II Pedro

“Aquele que não ama não conhece a Deus, pois Deus é amor” (2 Pe 4:8).

             Em apenas três capítulos, Pedro escreve no final de sua vida, e faz um chamado aos cristãos para se fortificarem na fé “Visto como o seu divino poder nos deu tudo o que diz respeito à vida e piedade, pelo conhecimento daquele que nos chamou pela sua glória e virtude; Pelas quais ele nos tem dado grandíssimas e preciosas promessas, para que por elas fiqueis participantes da natureza divina, havendo escapado da corrupção, que pela concupiscência há no mundo”(2 Pe 1,3:4).

             Além disso ele alerta sobre falsos mestres que tentavam ludibriar as igrejas e enfatiza a importância de conhecer e respeitar a verdadeira Palavra de Deus e dá certeza de que o Senhor Jesus voltará para buscar os seus “Antes crescei na graça e conhecimento de nosso Senhor e Salvador, Jesus Cristo. A ele seja dada a glória, assim agora, como no dia da eternidade. Amém” (2 Pe 3:18).

Bibliografia:
A Bíblia da Mulher: leitura, devocional, e estudo. 2 ed, Barueri SP: sociedade Bíblica do Brasil 2009.
Bíblia sagrada. Traduzida em português por João Ferreira de Almeida. Revista e Atualizada no Brasil 2 ed Barueri SP, Sociedade Bíblica do Brasil, 1988, 1993.

Arquivado em: Bíblia