O batismo de Lídia

"O Senhor lhe abriu o coração para atender as coisas que Paulo dizia" (At 16:14 b)

O batismo de Lídia está relatado na bíblia, no livro de Atos dos apóstolos.

Após a ressurreição de Jesus, discípulos continuavam a pregar o evangelho a toda criatura, em várias regiões. Alguns dos cristãos missionários não chegaram a conhecer Jesus quando esteve em carne,  mas creram Nele, no evangelho, ou ainda, tiveram alguma experiência com Ele pela fé, como foi o caso de Paulo.

Ocorreu que Saulo era perseguidor de cristãos e teve um encontro com Jesus (uma luz forte, que vinha do céu e falou com ele) a caminho de Damasco, vindo a se converter e passar a ser um pregador. Teve seu nome trocado para Paulo.

E foi após esta transformação, numa viagem missionária, onde Paulo e Silas estavam a pregar, que conheceram Lìdia, uma vendedora de púrpura, temente ao Senhor, que foi batizada.

De acordo com as escrituras, o trajeto desses missionários havia começado em Derbe e Listra, e encontraram ali um certo discípulo chamado Timóteo, filho de uma judia que era crente, filha de um home grego. Eles davam bom testemunho aos irmãos que estavam em Listra e em Icônio.  Paulo convidou Timóteo para ir com ele, e tomando-o, o circuncidou, por causa dos judeus que estavam naqueles lugares, porque todos sabiam que seu pai era grego.

Após esse encontro, iam passando pelas cidades observando os decretos que haviam sido estabelecidos pelos apóstolos e anciãos em Jerusalém. Dessa forma as igrejas eram confirmadas na fé, e a cada dia cresciam em número, com aderência de novos cristãos.

O grupo passou pela Frígia e pela província da Galácia, mas foi impedido pelo Espírito Santo de anunciar a palavra na Ásia. Da mesma forma quando chegaram a Mísia, e queriam ir para Bitínia, o Espírito Santo tambpem não os permitiu. Então, passado por Mísia, desceram a Trôade.

Consta que a noite, Paulo teve uma visão em sonho, em que via um homem da Macedônia pedindo ajuda. E, logo depois desta visão, seguiram para a Macedônia, acreditando ser um sinal do Senhor para anunciar o evangelho naquele lugar.

Sairam de Trôade, passaram por Samotrácia e, no dia seguinte, estavam em Neápolis, e dalí chegarma em Filipos (primeira cidade desta parte da Macedônia), e estiveram alguns dias naquela cidade.

Foi nesta parte da trajetporia que, num dia de sábado, seguiram para a beira do rio, onde  costumavam se juntar para fazer oração, e assentaram-se falando com as mulheres que estavam presentes.

Uma dessas mulheres, chamada Lídia, vendedora de púrpura, da cidade de Tiatira, era uma serva de Deus, e os ouvia. De acordo com as escrituras o Senhor lhe abriu o coração para que estivesse atenta ao que Paulo dizia. Tendo sido toda pelo Senhor, Lídia foi batizada. Ela e a sua casa, convidou os missionários a ficarem abrigados na casa dela.

Bibliografia:
A Bíblia da Mulher: leitura, devocional, e estudo. 2 ed, Barueri SP: sociedade Bíblica do Brasil 2009.
Bíblia sagrada. Traduzida em português por João Ferreira de Almeida. Revista e Atualizada no Brasil 2 ed Barueri SP, Sociedade Bíblica do Brasil, 1988, 1993.

Arquivado em: Bíblia