Os Frutos do Espírito Santo

“Mas o fruto do Espírito é: o amor, o gozo, a paz, a longanimidade, a benignidade, a bondade, a fidelidade, a mansidão, o domínio próprio; contra estas coisas não há lei" (Gl 5:23).

Os frutos do Espírito Santo de Deus estão mencionados no livro de Gálatas, parte do Velho Testamento. O Espírito Santo é a terceira pessoa da santíssima trindade, formada pelo Pai (Deus), o Filho (Jesus Cristo) e o Espírito Santo. E na bíblia estão diversas referências e identificações da manifestação e presença do Espírito Santo ou da fluência de seus frutos.

"Ora, as obras da carne são manifestas, as quais são: a prostituição, a impureza, a lascívia, a idolatria, a feitiçaria, as inimizades, as contendas, os ciúmes, as iras, as facções, as dissensões, os partidos, as invejas, as bebedices, as orgias, e coisas semelhantes a estas, contra as quais vos previno, como já antes vos preveni, que os que tais coisas praticam não herdarão o reino de Deus. Mas o fruto do Espírito é: o amor, o gozo, a paz, a longanimidade, a benignidade, a bondade, a fidelidade, a mansidão, o domínio próprio; contra estas coisas não há lei" (Gl 5:19-23).

O texto acima foi escrito pelo apóstolo Paulo aos cristãos de Gálatas. A idéia de comparar uma virtude do espírito como um "fruto" em referencia ao entendimento de que quem está em Cristo produz bons frutos. Inclusive, o próprio Cristo já havia feito referência semelhante em uma parábola, chamada de “Parábola da videira verdadeira”.

No entendimento cristão, a partir do momento que uma pessoa aceita Jesus Cristo como Senhor e Salvador, dando a Ele a liberdade de atuar em sua vida, e ao ser batizado nas águas, recebe o Espírito Santo, e há ainda um segundo batismo possível, chamado de “Batismo no Espírito Santo” onde o cristão fica cheio do Espírito Santo de Deus, recebe dons, e dessa forma, fica mais capacitado para fazer a obra do Senhor. Passando a ser um homem ou mulher mais espiritual, diminuindo a influência da carne em sua vida, ou seja, a sua humanidade.

Este artigo não visa definir quais doutrinas estariam certas ou não acerca do batismo e da ação do Espírito Santo, sobretudo por ter caráter subjetivo, e dizer respeito a uma experiência muito pessoal. Apesar disso, independentemente das denominações religiosas, os frutos do Espírito Santo podem ser identificados por pessoas que até mesmo desconhecem a Palavra de Deus: gestos de amor, paz, pessoas longânimes, com domínio próprio estão em nosso cotidiano, dando testemunho de fé, sobre o Deus a que servem, sem nos dizer uma só palavra.

"...disse João a todos: Eu, na verdade vos batizo com água, mas vem o que é mais poderoso do que eu, do qual não sou digno de desatar-lhe as correias das sandálias; ele vos batizará com o Espírito Santo e com fogo " (Lc 3:16).

Bibliografia:
A Bíblia da Mulher: leitura, devocional, e estudo. 2 ed, Barueri SP: sociedade Bíblica do Brasil 2009.
Bíblia sagrada. Traduzida em português por João Ferreira de Almeida. Revista e Atualizada no Brasil 2 ed Barueri SP, Sociedade Bíblica do Brasil, 1988, 1993.

Arquivado em: Bíblia, Cristianismo