Os Levitas

Ser levita é exercer uma atividade ligada ao culto de adoração a Deus. E o termo Levita tem se popularizado como a forma como são chamados especificamente os ministros de louvor e músicos evangélicos nas igrejas.

Apesar de não haver uma referência direta a esse respeito no novo testamento, o termo vem do Velho Testamento, onde se referia aos descendentes de Levi (um dos doze filhos de Jacó), uma das doze tribos de Israel. Os levitas tiveram destaque entre as tribos por terem se posicionado a favor da adoração somente ao Senhor, enquanto parte do povo adorava um bezerro de ouro, tempoem que Moiséshavia se ausentado para falar com o Senhor no monte.

Foi a partir desse momento, que os levitas foram separados como servos de Deus, uma espécie de sacerdócio. Eram formados pela família de Arão e seus auxiliares.

Eles eram incumbidos de cuidar tabernáculo e de seus utensílios, inclusive no deslocamento dos objetos durante a viagem pelo deserto:

“E estes são os nomes dos filhos de Arão: o primogênito Nadabe; depois Abiú, Eleazar e Itamar. Estes são os nomes dos filhos de Arão, dos sacerdotes ungidos, cujas mãos foram consagradas para administrar o sacerdócio. (...) E falou o Senhor a Moisés, dizendo: Faze chegar a tribo de Levi, e põe-na diante de Arão, o sacerdote, para que o sirvam, E tenham cuidado da sua guarda, e da guarda de toda a congregação, diante da tenda da congregação, para administrar o ministério do tabernáculo. E tenham cuidado de todos os utensílios da tenda da congregação, e da guarda dos filhos de Israel, para administrar o ministério do tabernáculo. Darás, pois, os levitas a Arão e a seus filhos; dentre os filhos de Israel lhes são dados em dádiva” (Nm 3:2-9)

De acordo com as escrituras, naquela época não havia menção a musica, ao canto como função do levita. O Rei Davi teria sido o responsável por inserir este costume nas celebrações (ele tocava harpa, e tinha aptidão para a música). Este costume está relatado tempos depois da conquista de Canaã, já no livro de Samuel.

Para os cristãos, ser levita é exercer um dom de Deus, é uma vocação exercida muito além do ato de cantar. O canto do levita é um ato de louvor e adoração, que chega ao trono do Pai. Dessa forma, quando um levita louva, ele o faz de coração, e por isso sente a presença de Deus. O que gera uma mudança no ambiente, onde todos que ouvem a canção também são tocados pelo Senhor.

Dessa forma, há um entendimento no cotidiano das igrejas evangélicas que, “nem todo cantor ou músico é um levita, mas todo levita é um cantor ou músico”.

Bibliografia:
A Bíblia da Mulher: leitura, devocional, e estudo. 2 ed, Barueri SP: sociedade Bíblica do Brasil 2009.
Bíblia sagrada. Traduzida em português por João Ferreira de Almeida. Revista e Atualizada no Brasil 2 ed Barueri SP, Sociedade Bíblica do Brasil, 1988, 1993.

Arquivado em: Bíblia