Peniel

Peniel é um termo encontrado na bíblia. Este foi o nome que Jacó deu ao lugar onde teve um encontro com Deus e passou a chamar-se Israel. “E chamou Jacó o nome daquele lugar Peniel, porque dizia: Tenho visto a Deus face a face, e a minha alma foi salva” (Gn 32:30).

Esta história está relatada em Gênesis, primeiro livro da bíblia. De acordo com as escrituras, Jacó havia fugido, após tomar a bênção de seu irmão Esaú. Ele foi para uma terra chamada Harã, onde morava seu tio Labão. A caminho de Harã, parou para repousar e com a cabeça apoiada em uma pedra e teve um sonho, onde via uma escada que chegava até o céu e anjos subiam e desciam por ela, e a voz do Senhor lhe disse “Eis que eu estou contigo e te guardarei por onde quer que fores, e te farei voltar a esta terra, porque te não te desampararei, até cumprir o que te hei referido” (Gn 28:15) e acordou do sonho sentindo que Deus estava naquele lugar.

Chegando em Harã, conheceu sua futura esposa Raquel, e Lia sua irmã, que veio a casar-se com ele após uma manipulação da família dela. Jacó prosperava, e trabalhou durante quatorze anos para seu sogro, pai de Raquel e Lia, em troca do casamento com elas. Foram sete anos de trabalho por cada esposa. Vencido este tempo, já possuía filhos e posses quando decidiu sair daquela região e voltar para a terra de seus pais.

E foi nesta viagem de retorno que teve um reencontro com seu irmão Esaú e humilhou-se, dando-lhe presentes e demonstrando um desejo sincero de reconciliar-se com ele. Ambos choraram e se abraçaram. Não passaram a viver na mesma terra, seguindo para lados diferentes, mas havia neles a restauração do sentimento fraterno.

Foi nesta fase de mudanças, após anos de trabalho em outro povo sem negar ao Deus que servia, ou seja, o mesmo Deus de seu pai Isaque, que Jacó teve um encontro com Deus. Possivelmente, no mesmo local onde anos antes tivera um sonho com os anjos transitando na escada. Consta que estava só, quando se levantou durante a noite, e lutou com ele um homem, durante a madrugada. Este homem, vendo que não prevalecia contra ele, tocou a juntura de sua coxa, e a deslocou, em seguida disse: “Deixa-me ir, porque já a alva subiu”. Porém Jacó respondeu: “Não te deixarei ir, se não me abençoares”.

O homem perguntou “Qual é o teu nome?” (Meu nome é Jacó, respondeu). E continuou o homem: “Não te chamarás mais Jacó, mas Israel; pois como príncipe lutaste com Deus e com os homens, e prevaleceste”. E quando amanheceu, Israel, estava abençoado, e deu o nome àquele lugar Peniel por ter lutado e vencido, por ter tido um encontro com Deus. Ele mancava da sua coxa e por isso, tradicionalmente, os filhos de Israel não comiam o nervo encolhido, que fica sobre a juntura da coxa.

Há um entendimento de que este homem era a forma que Deus se apresentou a Jacó durante a noite, quando a sua visão ainda não era total, pois uma visão total de Deus seria incompatível com as limitações totais do ser humano. Para os cristãos, estar em Peniel é estar em um lugar especial, num momento de confronto e mudanças efetivas, após um encontro com Deus.

Bibliografia:
A Bíblia da Mulher: leitura, devocional, e estudo. 2 ed, Barueri SP: sociedade Bíblica do Brasil 2009.

Arquivado em: Bíblia