Sofonias

“Esta é a cidade alegre, que habita despreocupadamente, que diz no seu coração: Eu sou, e não há outra além de mim; como se tornou em desolação, em pousada de animais! Todo o que passar por ela assobiará, e meneará a sua mão” (Sf 2:15)

Este livro possui apenas três capítulos e faz parte do Velho Testamento. Ele foi escrito por volta de 663 a 612 AC e sua autoria é atribuída ao próprio Sofonias: profeta que viveu na mesma época em que viveram Naum e Habacuque “A palavra do Senhor, que veio a Sofonias, filho de Cusi, filho de Gedalias, filho de Amarias, filho de Ezequias, nos dias de Josias, filho de Amom, rei de Judá” (Sf 1:1).

Seu nome faz uma referência à proteção dada por Deus durante a opressão e a idolatria do reinado de Manasses, ou uma mensagem de proteção de Deus em meio a seu castigo, para aqueles que se arrependem. 

O profeta fala essencialmente sobre o Dia do Senhor, em que ele promover correção ao povo de Judá e os moradores de Jerusalém “E há de ser que, naquele tempo, esquadrinharei a Jerusalém com lanternas, e castigarei os homens que se espessam como a borra do vinho, que dizem no seu coração: O Senhor não faz o bem nem faz o mal (Sf 1:12).

A mensagem de Sofonias parece ter sido anunciada antes da reforma religiosa feita por Josias, rei de Judá, e o Senhor castigará também os outros povos e as cidades dos filisteus “Eu dizia: Certamente me temerás, e aceitarás a correção, e assim a sua morada não seria destruída, conforme tudo aquilo porque a castiguei; mas eles se levantaram de madrugada, corromperam todas as suas obras. Portanto esperai-me, diz o Senhor, no dia em que eu me levantar para o despojo; porque o meu decreto é ajuntar as nações e congregar os reinos, para sobre eles derramar a minha indignação, e todo o ardor da minha ira; porque toda esta terra será consumida pelo fogo do meu zelo” (Sf 3,7:8)

Sofonias foi um corajoso profeta que anunciou ao povo com clareza pois sabia que estava próximo o Dia do Senhor. Inclusive o primeiro versículo dia “Palavra do Senhor” e o último diz "diz o Senhor". Como já havia acontecido em outras épocas, o Senhor tem misericórdia do povo e mantem a promessa de que "O Senhor, teu Deus, está no meio de ti, poderoso para salvar-te; ele se deleitará em ti com alegria; renovar-te-á no seu amor, regozijar-se-á em ti com júbilo" (Sf 3:17)

Bibliografia:
A Bíblia da Mulher: leitura, devocional, e estudo. 2 ed, Barueri SP: sociedade Bíblica do Brasil 2009.
Bíblia sagrada. Traduzida em português por João Ferreira de Almeida. Revista e Atualizada no Brasil 2 ed Barueri SP, Sociedade Bíblica do Brasil, 1988, 1993.

Arquivado em: Bíblia