Gustavo Franco

Ensino Superior em Comunicação (Universidade Metodista de São Paulo, 2010)

Gustavo Henrique de Barroso Franco é um economista, empresário e consultor brasileiro considerado personagem-chave da criação e implantação do Plano Real. Foi presidente do Banco Central do Brasil e é professor do departamento de Economia da PUC (Pontifícia Universidade Católica) do Rio de Janeiro desde 1986.

Nascido em 10 de abril de 1956 no Rio de Janeiro, filho único do casal Guilherme Arinos Lima Verde de Barroso Franco e Maria Isabel Barbosa de Barroso Franco. Seu pai trabalhou no Banco do Brasil, no BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), na Volkswagen do Brasil e foi assessor e amigo de Getúlio Vargas. Franco concluiu o ensino médio no Colégio Notre Dame de Sion em 1973. Em 1979 concluiu Economia na PUC-Rio e ingressou no programa de mestrado em economia do setor público da ANPEC (Associação de Centros de Pós-graduação em Economia). Sua tese foi aprovada com louvor em 1982 e Franco foi vencedor do 7o. Prêmio BNDES de Economia para teses de mestrado em 1983. Seguiu para o doutorado na Universidade de Harvard, especializando-se em economia internacional e em história econômica. Sua tese conquistou o Prêmio Haralambos Simeonidis em 1987, concedido pela ANPEC para a melhor tese ou livro de economia.

Franco voltou para o Brasil em 1986 e atuou como professor e pesquisador do departamento de economia da PUC-Rio, dedicando-se a três focos principais: inflação, história econômica do Brasil e comércio exterior. Em 1993 foi convidado para trabalhar como Secretário Adjunto de Política Econômica do Ministério da Fazenda. Assumiu o cargo em maio e em outubro foi nomeado Diretor de Assuntos Internacionais do Banco Central do Brasil, posição que manteve até meados de 1997. Nesse ano foi eleito Economista do Ano, prêmio concedido pela Ordem dos Economistas do Brasil, e em 20 de agosto assumiu a presidência do Banco Central do Brasil, ocupando o posto até março de 1999.

Com sua vivência na administração pública, Gustavo Franco publicou três livros: “O Plano Real e Outros Ensaios” em 1995, “O Desafio Brasileiro: ensaios sobre desenvolvimento, globalização e moeda” em 1999 e “A Moeda e a Lei: uma história monetária brasileira 1933-2013” em 2017. Também publicou um texto técnico sobre o plano Real em inglês, intitulado "The Real Plan and the exchange rate" em 2000, publicado pelo Departamento de Economia da Universidade de Princeton.

Em 2000 o economista fundou a Rio Bravo Investimentos, empresa gestora de investimentos em fundos imobiliários, renda fixa, renda variável e multimercados. Posteriormente, o controle acionário da empresa foi adquirido pelo grupo chinês Fosun, atualmente mantendo em conjunto R$ 13 bilhões de ativos sob gestão.

Em 2014 Gustavo Franco ganhou o Prêmio Libertas, concedido pelo Instituto de Estudos Empresariais no  27º Fórum da Liberdade. A premiação é dedicada aos empreendedores que se destacam pela valorização dos princípios de economia de mercado e de respeito ao Estado de Direito democrático.

Em 25 de maio de 2017 foi lançado o filme “Real - O Plano Por Trás da História”, baseado no livro “3.000 dias no bunker" de Guilherme Fiuza. O personagem protagonista do filme é o economista Gustavo Franco e o enredo é a trajetória do Plano Real.

Atualmente, Franco é palestrante e escreve regularmente para colunas de economia em jornais e revistas de grande circulação. Foi filiado ao PSDB  de 1989 a 2017, quando se integrou ao Partido Novo. Foi membro do Conselho de Governança do Instituto Millenium até março de 2019.

É casado com Cristiana Mafra de Laet de Barroso Franco, com quem tem quatro filhos.

Fontes:

http://www.gustavofranco.com.br/

http://www.fgv.br/cpdoc/acervo/dicionarios/verbete-biografico/franco-gustavo

https://www.infomoney.com.br/mercados/acoes-e-indices/noticia/5382452/grupo-chines-fosun-adquirira-rio-bravo-investimentos-gestora-gustavo-franco

Arquivado em: Biografias, Economia