José Martí

Nascido em Havana (Cuba) no dia 28 de janeiro do ano de 1853, José Julián Martí Pérez foi uma poeta, jornalista, filósofo e político. Ligado à maçonaria, Martí teve sua iniciação em 1871 no Grande Oriente Lusitano. Além disso, criou o PRC - Partido Revolucionário Cubano - e planejou a Guerra Necessária (Guerra de 1895). Conhecido em Cuba como "El apóstol", José Martí foi um dos pensadores de maior influência em seu país de origem, mas suas ideias transcenderam as fronteiras cubanas e se espalharam por diversas outras nações com ideologias parecidas com a de seu país.

A mãe de José Martí nasceu nas Ilhas Canárias e seu pai na Espanha. Peça fundamental no processo de independência cubana contra os colonizadores espanhóis, "El apóstol" é considerado um mártir em Cuba. Além de sua atuação política, foi um pensador prolífico e também poeta. Desde jovem, demonstrava inquietude no que se refere aos assuntos cívicos e simpatizava com os ideais revolucionários que começavam a ser introduzidos em Cuba.

Uma grande influência na vida de José Martí foi Rafael Maria de Mendive, a quem conheceu em Havana enquanto frequentava a escola secundária. Mendive era mestre de Martí, que seguiu suas ideias e começou a participar da política cubana escrevendo manifestos e organizando a distribuição de publicações que continham ideias separatistas no começo da Guerra dos Dez Anos. Uma baixa na vida de Martí ocorreu quando Mendive foi preso e deportado. Porém, este episódio apenas aumentou sua rebeldia e canalizou suas ações no intuito de deter a dominação da Espanha.

Ainda jovem, em 1869, José Martí publicou um panfleto de cunho separatista chamado El Diablo Cojuelo e o periódico La Patria Libre. Ainda naquele ano, distribuiu o manifesto El Siboney, que produzia de forma manuscrita. Pela disseminação deste tipo de material, Martí foi para a prisão e acabou sendo alvo de processos do governo. Ele ficou preso por 6 meses, mas sua pena o levou a prestar serviços obrigatórios. Sua família conseguiu o indulto em 1871, trocando sua pena inicial pela deportação à Espanha, país em que Martí publicou El Presidio Politico em Cuba, sua primeira denúncia de grande relevância que mostrava a crueldade com que os presos eram tratados nas prisões de Cuba. A partir deste momento, tornou-se conhecido entre os intelectuais da época e obteve, no ano de 1874, doutorado no curso de Leis, Filosofia e Letras pela Universidade de Saragoça.

Ao comandar um contingente pequeno de cubanos patriotas em 1895, deparou-se de forma inesperada com soldados espanhóis nas cercanias de Dos Ríos. No confronto, acabou sendo atingido e faleceu. Teve o corpo esquartejado pelos soldados da Espanha, que exibiram seu cadáver à população. Ainda naquele ano, foi sepultado em Santiago no dia 27 de maio.

Fontes:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Jos%C3%A9_Mart%C3%AD
http://latinamericanhistory.about.com/od/historyofthecaribbean/p/josemarti.htm
http://www2.fiu.edu/~fcf/jmarti.html
http://www.josemartipr.com/index2.htm

Arquivado em: Biografias