Papa Sisto V

Mestrado em História (UFJF, 2013)
Graduação em História (UFJF, 2010)

Sisto V foi 227º papa da história da Igreja Católica.

Nascido na cidade italiana de Grottammare no dia 15 de dezembro de 1521, Felice Peretti vivenciou um momento de grandes novidades para a sociedade cristã europeia. O século XVI ofereceu grandes renovações ao homem na forma de encarar o mundo. A “descoberta” de um novo continente, os ideais da Renascença e o questionamento à Igreja Católica, tudo isso contribuiu para o teor de uma nova era. Felice Peretti conviveu com todos esses elementos, interagindo diretamente com eles. Como homem religioso, foi membro dos tribunais da Inquisição, atuando com determinação e severidade, o que o levou a ser conselheiro inquisitorial do papa Pio IV em Veneza.

Felice Peretti construiu sua reputação de religioso ativo e determinado, um inquisidor severo e defensor dos dogmas da Igreja. Foi um perseguidor implacável dos malfeitores, das prostitutas, dos menores ladrões e de outros grupos minoritários e fracos na sociedade. Seu perfil sério e determinado o tornou o preferido para suceder o papa Gregório XIII. Via-se em Felice o salvador da Itália que havia sido invadida e ocupada por bandidos no pontificado anterior. Assim, Felice Peretti foi eleito papa no dia 24 de abril de 1585 e assumiu o nome de Sisto V.

O papa Sisto V não se preocupou apenas com o território italiano, mas também com a Inglaterra, onde tentou derrubar a rainha Isabel I. A Inglaterra abandonara a Igreja Católica desde o reinado de Henrique VIII. Este rompeu com o papado de Roma para se tornar o líder máximo do cristianismo em seu país. Desde então a Inglaterra se tornou Anglicana. Embora a própria filha de Henrique VIII, Lady Mary, tenha tentado reaver o catolicismo e empreendido uma grande perseguição aos chamados reformadores luteranos, ela não obteve êxito. A Inglaterra continuou independente em relação ao papado romano e isto enfurecia muito o severo papa Sisto V. Este tentou reunir as nações cristãs europeias para reestabelecer o catolicismo na Inglaterra, seguindo um modelo das antigas Cruzadas, porém não foi bem sucedido. Sisto V percebeu que a condição da Inglaterra não era um interesse direto das demais nações. Ainda assim, Sisto V se esforçou para convencer o rei da Espanha, Felipe II, a iniciar uma guerra contra a Inglaterra. O papa fez de tudo para demonstrar que havia razão para uma guerra. Felipe II recusou, inicialmente. Entretanto o rei espanhol resolveu enviar sua Armada em 1588 em um ataque contra a Inglaterra. A derrota espanhola foi massacrante e, por sorte, o próprio papa Sisto V conseguiu sobreviver. Sisto viveria só dois anos mais.

O papado de Sisto V foi, desde seu início, intolerante, severo e perseguidor de diferentes concepções religiosas ou de práticas que ferissem os ditos dogmas católicos. Sisto V era mandou construir uma estátua em sua própria homenagem no Capitólio, pois sabia que sua reputação de religioso severo desagradava o povo e este não lhe prestaria homenagem após sua morte. Tão certo estava que sua estátua foi logo derrubada pelos romanos.

Sisto V permaneceu apenas cinco anos como Supremo Pontífice da Igreja Católica, mas foi o suficiente para deixar seu nome marcado na história. Severo defensor dos ideais católicos, Sisto V faleceu no dia 27 de agosto de 1590, aos 68 anos de idade, e foi sucedido pelo papa Urbano VII.

Fontes:
http://www.rodrigolacerda.com.br/redescobrindo-a-arte-de-roma
FISCHER-WOLLPERT, Rudolf. Os Papas e o Papado. Petrópolis: Editora Vozes.

Arquivado em: Biografias