Pedro I da Rússia

Nascido em Moscou no dia nove de junho de 1672, Pedro I da Rússia, que era conhecido como "Pedro, O Grande", foi o 1º Imperador do Império da Rússia e czar russo. O pai de Pedro I era Aleixo I da Rússia e sua mãe era Nataliya Naryshkina, a imperatriz. Desta forma, Pedro I fazia parte da casa real de Romanov, sendo antecedido por Ivan V, personalidade com quem dividiu o poder, na monarquia e na política, até o ano de 1696, quando Ivan V veio a falecer. A partir deste momento, Pedro I torna-se soberano no trono real e reina entre os anos de 1682 e 1725.

Retrato de Pedro I, por artista anônimo (1700-25). Foto: Everett - Art / Shutterstock.com

Entre os principais feitos de Pedro I enquanto estava no poder, destacam-se os seguintes: destruiu os levantes da guarda tsarista e centralizou o poder a partir do ano de 1694, obteve reconhecimento de sua supremacia e liderança na Igreja Ortodoxa da Rússia e teve papel fundamental no que se refere à ocidentalização e modernização do país, que naquele momento apresentava atrasos quando comparado com as nações do ocidente. Além disso, conquistou grande prestígio e aumentou o poder da Rússia após derrotar a Suécia na Grande Guerra do Norte, deixando seu nome marcado na história russa após vencer a Batalha de Poltava em 1709.

O processo de modernização e ocidentalização da Rússia ocorreu quando Pedro I, então czar, percebendo o panorama defasado em que o país estava, abriu uma janela para ideias europeias ocidentais progressistas. Passou dezoito meses na Europa, disfarçado de carpinteiro na Holanda e também atuando como marinheiro em outros países. Nesta jornada, aprendeu diversas técnicas como o retalhamento da gordura das baleias, anatomia (enquanto observava a dissecação de cadáveres) e trouxe conceitos artísticos adquiridos nas inúmeras galerias de arte e museus que visitou.

Após acompanhar sessões parlamentares nas galerias destinadas aos visitantes, o governo da Inglaterra lhe ofereceu a residência de um membro da aristocracia, mas Pedro I quebrou os móveis do local e utilizou os retratos como alvos para praticar tiro. Como compensação, Pedro I ofertou ao proprietário um valioso diamante bruto encoberto por um papel encardido.

Pedro I deixou quatorze filhos de suas 2 esposas. Destes, apenas 3 chegaram à idade adulta. Aleksei, seu filho mais velho, foi torturado e condenado à morte por conspirar contra o seu pai. Porém, enquanto seu pai hesitava em aprovar sua execução, Aleksei morreu na prisão devido aos ferimentos da tortura.

Fontes:
http://www.e-biografias.net/pedro_i_da_russia/
http://rusia.costasur.com/pt/geografia-historia.html
http://virgiliofreire.blogspot.com.br/2008/09/pedro-o-grande-uma-das-maiores-figuras.html
http://pt.wikipedia.org/wiki/Batalha_de_Poltava

Arquivado em: Biografias