São Luis (Luís IX da França)

São Luís, Rei da França de 1226 a 1270, nasceu no dia 25 de abril de 1214 ou 1215, em um dia extremamente religioso, devotado a procissões em homenagem a São Marcos, na cidade de Poissy, perto de Paris. Depois do reinado de Filipe I de França, os monarcas da linhagem capetiana batizavam seus filhos mais velhos com o prenome do avô. Neste caso, Luís IX era o quinto rebento, fruto da união entre Luís VIII de França e Branca de Castela; até então seu irmão Filipe era considerado o herdeiro do trono, mas morreu em 1218.

Sua educação foi primorosa, principalmente depois que se tornou candidato à coroa, o que ocorreu depois da morte do pai, quando Luís tinha apenas 13 anos. Nesta época a França enfrentava uma revolta herética no sul do país, a dos Albigenses, uma iminente guerra contra os ingleses e a resistência da nobreza em aceitar a ascensão do jovem príncipe, desejosa de restaurar os direitos de uma monarquia destituída no último século. Ele seria o quadragésimo Rei desde o princípio do sistema monárquico e o nono da terceira linhagem, iniciada com Hugo Capeto.

Obedecendo a ordens testamentárias, a Rainha assumiu o trono como regente e completou a destruição dos cátaros, iniciada por seu marido, contendo também a revolta dos nobres. Coube ao próprio Luís, ao ser empossado, expulsar os ingleses de seu território, com apenas 15 anos de idade. Em 1234 ele contraiu núpcias com Margarida, primogênita do Conde de Provence e de Forcalquier, Raimundo Béranger IV, e de Beatriz de Sabóia. Deste casamento nasceram onze filhos. Em 1242 ele novamente libertou sua terra da ameaça inglesa.

O Rei procura conceder aos filhos a mesma educação que recebeu na infância, de natureza religiosa e guerreira, com ótimos mestres, os quais lhe dotaram de profundos sentimentos espirituais, dignos de um membro da Igreja. Ministra aos filhos a importância da prática das orações, o quanto é essencial ir à missa e realizar penitências, e nas sextas-feiras ele proíbe o uso de qualquer enfeite na cabeça, por representar o dia em que Jesus foi coroado com espinhos.

Este aprendizado o guia em sua existência, transformando-o em um rei justo e devotado à religião, sem tendências ao fanatismo. Sob seu governo os franceses experimentaram o auge da experiência política, econômica, militar e cultural, em uma era conhecida como ‘o século de ouro de São Luís’. Foi também um momento de intenso progresso da justiça real, quando o rei passa a simbolizar o juiz supremo.

Em 1244 o monarca decide investir contra os muçulmanos que então dominam Jerusalém, a Terra Santa, e Damasco. Ele organiza a Sétima Cruzada, a qual parte em 1248 para o território sagrado, com 35 mil soldados e uma média de cem navios. Ao desembarcarem em Damietta, no Egito, porém, são surpreendidos pela peste e pelo transbordamento do Rio Nilo. Os homens são forçados a fugir, enquanto o soberano, seus familiares e alguns nobres tornam-se prisioneiros dos muçulmanos. Pago um resgate, eles são liberados, e o rei passa então a negociar diplomaticamente com os adversários, sustentando a posição das cidades cristãs localizadas na Síria.

Ao retornar à França, sua reputação no continente europeu é tamanha, que ele conquista do rei Henrique III, da Inglaterra, um acordo de paz, em 1258, e sua vassalagem aos franceses. O Rei Luís coíbe exorbitâncias das atribuições dos funcionários reais e incentiva o comércio em território francês. Ele ordena a edificação da Sainte Chapelle, em Paris, que vai de 1245 a 1248, da Sorbonne e do Hospício dos Quinze-Vingts.

O soberano decide, em 1269, empreender a Oitava Cruzada contra os muçulmanos. Ao chegarem a Tunis, capital da Tunísia, em 1270, são novamente apanhados pela peste, que desta vez não poupa o rei, morto em 25 de agosto de 1270. Embora um de seus dedos tenha sido transportado para a Basilique de Saint-Denis, seu corpo permaneceu no Norte da África, enterrado no solo da Tunísia. Os católicos já o viam como santo antes mesmo que a Igreja o canonizasse, em 1297, pelas mãos do Papa Bonifácio VIII, durante o reinado de Filipe o Belo, seu neto.

Fontes
http://pt.wikipedia.org/wiki/Lu%C3%ADs_IX_de_Fran%C3%A7a
Netsaber - Biografias

Arquivado em: Biografias