Caramuru (Diogo Álvares Correia)

Diogo Álvares Correia, chegou ao Brasil em 1510 depois que o navio em que estava naufragou na região do Rio Vermelho, na Baía de Todos os Santos e todos os seus companheiros de viagem morreram. Foi recebido pela tribo indígena Tupinambás, de quem recebeu o apelido ‘Caramuru’ que significa moreia.

Conhecedor dos costumes locais, Caramuru foi de grande ajuda para facilitar o contato entre os índios e os primeiros colonizadores. Viveu entre os índios por alguns anos, onde gozou de uma posição respeitável.

Diogo Álvares, manteve boas relações com os corsários franceses, para quem fornecia pau-brasil, que era contrabandeada para a Europa. Algum tempo depois aliou-se aos colonizadores portugueses, tendo casado sua filha com um importante português, mantendo assim a nobreza da terra.

Caramuru, casou-se com a índia Paraguassú, que foi batizada na França, recebendo o nome Catarina Álvares Paraguassú. A índia era dona de muitas terras, fervorosa em sua fé, construiu um oratório, que depois virou uma igreja, onde foi sepultada.

Fontes
http://www.sokarinhos.com.br/HISTORIA/histbr_07.htm
http://www.portalriovermelho.com.br/historia.htm

Arquivado em: Brasil Colônia