Ilha de Santa Catarina

É conhecida pelo nome de ilha de Santa Catarina a ilha localizada ao centro do litoral do estado brasileiro de Santa Catarina. Maior ilha deste estado, ela abriga cerca de 96,5% do território do município de Florianópolis, a capital estadual. Situada entre as coordenadas geográficas 27º22′ e 27º50′ de latitude sul e 48º25′ e 48º35′ de longitude oeste, a a cidade possui uma área de 426,6 km² (além de uma pequena península continental com 12,1 km², totalizando 436,4 km²), comparável a de vários pequenos países independentes do Caribe e do Pacífico. É uma das três ilhas capitais de estado presentes ao longo do extenso litoral brasileiro. Aproximadamente 300 mil pessoas moram na ilha e nos bairros do continente.

A ilha de Santa Catarina é ainda a maior ilha do arquipélago de mesmo nome, composto por ilhas menores vizinhas (num total de 47), algo comum a toda a costa do estado, formando um conjunto que é um dos mais importantes da América do Sul. Seu contorno é bastante recortado, dando origem a pontas, praias, enseadas e baías bem características. Por isso mesmo, a ilha possui grande quantidade de praias, cerca de cem, muitas delas famosas, como a da Joaquina, Mole, Canasvieiras, Jurerê, Lagoa da Conceição, e outras, cada uma possuindo características bem diversas de terreno, clima, temperatura da água, etc. Algumas praias são balneários agitados e outras, tranquilas vilas de pescadores pouco visitadas. Tal variedade está presente também em relação à biodiversidade e nos ecossistemas existentes em seu terreno, qualidades que estimulam o turismo, que cresce constantemente.

Praia de Naufragados, no extremo sul da Ilha de Santa Catarina. Foto: Lucas Martins

Praia de Naufragados, no extremo sul da Ilha de Santa Catarina. Foto: Lucas Martins

Os primeiros habitantes foram os índios tupi-guarani, que chamavam a ilha de Meiembipe. No século XVI ela é ocupada pelos portugueses, que a transformaram em ponto de abastecimento de água e alimentos para navios que rumavam ao Rio da Prata. O local recebe seu atual nome por obra do navegante veneziano Sebastião Caboto, que decidiu homenagear sua esposa, Catarina de Medrano. É apenas em 1679, porém, que será iniciado o povoamento efetivo da ilha, com o núcleo de Nossa Senhora do Desterro, nome original de Florianópolis. A cidade é fundada oficialmente em 1726, e após os acontecimentos da Revolução Federalista no fim do século XIX, os simpatizantes locais de Floriano Peixoto, presidente à época, dão o atual nome do único município da ilha. Hoje em dia, a população local da ilha é quase toda produto da colonização portuguesa, mais especificamente açoriana, cujos costumes e tradições são ainda hoje bastante claros, seja em seu dialeto característico, na culinária ou na arquitetura tradicional.

Bibliografia:

Arquipélago da Ilha de Santa Catarina. Disponível em: <http://unidadesdeconservacaodeflorianopolis.wordpress.com/ilhas-costeiras/ilha-de-santa-catarina/> Acesso em: 03 jun. 2012.

A ilha da magia. Disponível em: <http://www.sc.gov.br/conteudo/santacatarina/turismo/contrastes/ilhamagia.html> Acesso em: 03 jun. 2012.

Ilha de história. Disponível em: <http://www.ibge.gov.br/ibgeteen/datas/aniversario_florianopolis/ilha.html> Acesso em: 03 jun. 2012.

Biodiversidade e 100 praias. Disponível em: <http://www.sc.gov.br/conteudo/santacatarina/roteiros/roteiros/cap22.html> Acesso em: 03 jun. 2012.

Arquivado em: Santa Catarina