Boxers

Os boxers formaram um movimento chinês no final do século XIX que tinha o objetivo de expulsar estrangeiros da China. A palavra boxers tem origem na luta que o grupo revoltoso “Punhos Honrados e Harmoniosos” praticava, que tinha várias semelhanças com o shadowboxing, exercício de preparação dos boxeadores que consiste em um treinamento solitário, emulando movimentos como se estivessem lutando contra um adversário imaginário. Porém, os boxers chineses acrescentaram outros elementos a esta prática, como palavras mágicas e movimentos rápidos que os faziam pensar que poderiam obter a vitória em qualquer confronto.

O movimento boxer teve sua origem nas divergências entre os países europeus e a China durante o século XIX. O início do movimento, chamado de Levante dos Boxers, ocorreu em Shandong. Naquela época, a China apresentava muita pobreza e desemprego em suas regiões rurais. A culpa pela situação dos chineses foi atribuída às importações ocidentais. Desta forma, apoiados pela imperatriz Tzu-shi, os boxers iniciaram ataques aos grupos de missionários evangélicos, militares franceses, legações diplomáticas e outras instituições estrangeiras. O grupo chegou a matar os chineses que tinham se convertido ao cristianismo. O estopim dos confrontos foi a morte de um embaixador alemão, que fez com que o governo da China declarasse guerra às potências do Ocidente.

O ano de 1900 foi o auge dos confrontos, pois as batalhas já apresentavam a morte de 230 estrangeiros, milhares de chineses convertidos ao cristianismo, além das baixas entre os simpatizantes e os rebeldes boxers. Para conter os boxers, as potências ocidentais formaram uma tropa internacional que contava com vinte mil combatentes alemães, japoneses, franceses, britânicos e americanos. De acordo com alguns historiadores, metade dos soldados deste grupo era de japoneses. Após um cerco de 45 dias em Pequim, o levante dos boxers foi contido.

Como consequência das batalhas, os países estrangeiros negociaram reparações monetárias pelos danos causados. Como reação, os boxers reagiram novamente em 1901, mas foi imposta à monarquia da China o extermínio das sociedades secretas, das quais também tiveram origens as tríades chinesas. Além disso, o país oriental teve que pagar uma indenização pela guerra e aceitar a proibição da importação das armas de fogo.

Para os chineses adeptos ao pensamento dos boxers e às medidas contra os estrangeiros, a derrota neste confronto trouxe uma sensação de humilhação e submissão em relação aos países ocidentais. A aversão aos estrangeiros, de certa forma, aumentou. Este sentimento pode ser considerado um dos fatores que levaram a China a uma corrente nacionalista que dominou o país no século XX.

Fontes:
http://en.wikipedia.org/wiki/Shadowboxing
http://pt.wikipedia.org/wiki/Levante_dos_boxers
AZEVEDO, Antonio Carlos do Amaral. Dicionário de nomes, termos e conceitos históricos. 3ª ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1999.

Arquivado em: China