5 dicas para se destacar como orador da turma

MBA em Comunicação Corporativa (Anhembi Morumbi, 2009)
Graduada em Fonoaudiologia (PUC-SP, 2005)

O encerramento de um ciclo é um momento importante na formação da nossa história, já que envolve emoção e o resgate de memórias vividas durante uma etapa significativa das nossas vidas.

Na escola, desfrutamos da oportunidade de aprender, fazer colegas e amigos, é uma fase que, além de nos oferecer um suporte para o intelecto, está nos pilares da nossa primeira socialização fora de casa.

O momento da formatura é marcado por todo o fechamento desse ciclo e é por isso que muitos estudantes sonham em ser o orador de suas turmas. Falar sobre essa soma de afetos em um único discurso não é tarefa fácil para o orador da sala, mas também é uma grande honra.

Se você será o orador da turma, confira algumas dicas que separamos para que o seu discurso seja inesquecível! Se você ainda não foi escolhido, aplique essas dicas em apresentações de trabalho ou outras exposições orais. Dessa forma, seus colegas e professores saberão o quanto você é um bom orador!

Ilustração: galaira / Shutterstock.com

1. Prepare o seu discurso com antecedência!

Antes de tudo, é fundamental investir tempo para redigir um bom texto. Você não precisa ser um orador nato, mas, com a prática, desenvolverá habilidades para se tornar um excelente comunicador. O primeiro passo é definir o tema e enfoque do seu discurso. Depois, busque referências para que você possa discorrer com propriedade sobre o assunto escolhido.

Para formaturas, vale a pena apostar em falas mais emotivas, mas que também tragam algo interessante para formandos e convidados. Uma boa ideia é assistir a alguns vídeos de oradores de formatura, especialmente nos Estados Unidos, em que a importância para discursos desse tipo é bem grande.

Observe os pontos fortes e fracos de outros discursos, usando como exemplo e inspiração durante sua apresentação. Uma boa estratégia é tentar lembrar dos dias com a sua turma durante os anos de estudos, tentando resgatar algo de relevante para construir sua narrativa, como peculiaridades e histórias compartilhadas por vocês.

2. Invista na escrita!

No Brasil, os discursos de formatura costumam ser lidos. Por isso, vale dedicar bastante tempo para escrever o seu discurso. Tente escrever a sua fala com clareza e objetividade, atentando-se para uma estrutura lógica.

Um modelo bastante eficaz para discursos de formatura é o que se divide em três tópicos. A introdução, em que o orador agradece a presença dos convidados, homenageados, familiares e formandos. O desenvolvimento, com a apresentação da turma e o desdobramento do tema central que move seu discurso. E a conclusão, que, geralmente, aborda as implicações da nova etapa para os alunos, numa abordagem sobre a perspectiva do futuro da turma e o impacto que a trajetória finalizada trouxe para esse futuro.

3. Pratique!

Com o texto pronto, use o seu tempo livre para aquecer a voz e praticar o seu discurso. É fundamental cuidar das cordas vocais nesse período pré formatura e repassar o seu texto em voz alta para treinar seu timbre de voz, controlar a ansiedade e evitar qualquer erro.

Praticar várias vezes o seu discurso oferece segurança para a hora da apresentação. Peça ajuda a outras pessoas para identificar possíveis pontos a serem melhorados ou receber uma boa sugestão sobre a sua exposição e conteúdo da sua fala.

Outro motivo para treinar o seu discurso com antecedência é cronometrar o tempo. Os cerimoniais de formaturas são bem calculados e exigentes, por isso, é fundamental cronometrar o seu tempo e garantir que não ultrapasse o que foi combinado.

4. Dê atenção para a sua postura

O momento do discurso exige empolgação! E é preciso demonstrar isso nas suas palavras e também na sua comunicação não verbal, já que esse é um fator importante, que expressa muito sobre suas emoções. Faça contato visual com o público: isso é fundamental.

Não deixe os ombros curvados e mantenha uma postura disposta frente à plateia. Seja bem humorado e gesticule com as mãos quando julgar necessário. Essa confiança é essencial para construir uma relação com as pessoas presentes. É um conjunto do corpo e voz que precisa estar em sincronia!

5. Mantenha a calma

Para conduzir um bom discurso, seja na formatura ou em outra ocasião, encontre formas de fugir do nervosismo e da ansiedade. Se você será o orador da formatura, é importante ter em mente que esse é um momento festivo e cheio de emoção, mas lembre-se que é fundamental que o público compreenda suas palavras.

Por isso, durante sua fala, tenha calma e, quando julgar necessário, intercale uma pausa entre uma estrofe e outra. É normal se emocionar durante o discurso (e isso torna a sua fala ainda mais sensacional)! Encontre o melhor caminho para que essa emoção seja positiva para a sua fala e não prejudique a mensagem que você quer transmitir!

Arquivado em: Comunicação