Por que a oratória tem que estar no dia a dia das pessoas desde crianças?

MBA em Comunicação Corporativa (Anhembi Morumbi, 2009)
Graduada em Fonoaudiologia (PUC-SP, 2005)

Saber se comunicar de maneira objetiva, segura e eficaz são algumas das habilidades da oratória que são indispensáveis para o sucesso pessoal e profissional. Mas será que isso tem utilidade para as crianças?

Sabe-se que as crianças têm uma mente capaz de compreender certas questões muito mais rápido que os adultos, pois estão ávidas por informações. Assim, tudo o que os pequenos aprendem nessa fase da vida pode influenciar, a curto prazo, em melhorias nas relações interpessoais e, a longo prazo, diretamente no seu futuro como adulto.

A partir dos oito anos, a criança assimila melhor o que lhe é ensinado. Essa é a idade ideal e recomendada para começar a aprender sobre oratória. Para aqueles que ainda não atingiram essa idade, há outras estratégias e meios de incentivar a comunicação oral. No dia a dia, os pais podem pedir que eles leiam em voz alta, criem brincadeiras nas quais eles gravem vídeos pelo celular para observar o próprio comportamento ou até mesmo incentivem a participação em pequenos teatros.

A escola é o ambiente em que a criança passa mais tempo e desempenha um papel imprescindível na relação com a oratória. Ao ingressar, os alunos já sabem se expressar oralmente e se comunicam sem dificuldades nas diferentes situações cotidianas. No entanto, o ensino da língua materna por si só não cria condições para que os alunos vivenciem a própria formalização da linguagem oral. Reconhecendo os benefícios, diversas instituições particulares já têm oferecido práticas pedagógicas, a partir de diferentes atividades lúdicas, que abordam a oratória.

Para te ajudar a compreender as vantagens, selecionamos quatro motivos para praticar a oratória com as crianças. Veja!

Foto: wavebreakmedia / Shutterstock.com

Diminui a timidez

É muito comum ver crianças tímidas. Elas se escondem atrás dos pais, não se comunicam muito com outras pessoas, falam muito baixo, não olham nos olhos e se incomodam ao falar com quem não conhecem. Apesar desse comportamento ser normal, pode contribuir para uma dificuldade de socialização. Se tiverem contato com os conceitos da oratória desde pequenos, as diferenças serão notáveis. Eles podem aprender a falar de forma objetiva, clara, num tom audível e perder o medo de se expor.

Facilita as falas em público

Se falar em público é tão temido por adultos, imagina por uma criança! No entanto, desenvolver essas técnicas pode melhorar as habilidades de comunicação e a aumentar a confiança deles. Falar em público também auxilia os pequenos no desenvolvimento de outras aptidões importantes, como argumentar, debater, persuadir e liderar. Se cultivadas desde pequenos, não terão medo de comunicar suas ideias.

Incentiva a socialização

Os tímidos ou aqueles que têm personalidades fortes e dificuldades de se comunicarem bem podem encontrar bloqueios na hora de fazer amigos. Isso traz consequências negativas, inclusive o isolamento. Sabe-se também que toda criança precisa cultivar a vida em sociedade para poder brincar com os colegas, rir e se desenvolver fisicamente e emocionalmente. É aí que entra a oratória, pois ela ajuda a criança a ganhar confiança para interagir com os colegas, familiares e com outras pessoas.

Melhora o aprendizado

A vergonha de tirar dúvidas na frente da classe, falar com o professor ou questionar algo pode ser um problema causado pela timidez e pelo medo de falar em público. Muitos alunos voltam para a casa com dificuldades nos conteúdos escolares e acham que as outras crianças vão rir delas ou que não serão compreendidas se compartilharem suas dúvidas. Com uma boa oratória, o pequeno se sentirá mais seguro e confiante, perdendo o medo de perguntar e, consequentemente, atingindo um desempenho escolar melhor.

Não tenha dúvidas sobre como a oratória pode fazer muita diferença na vida das suas crianças! Dando a elas a oportunidade de aprender e desenvolver essas habilidades desde cedo, você, com certeza, estará aumentando as chances de um futuro profissional e pessoal melhor!

Arquivado em: Comunicação