Liga Paulista pela Autonomia

Em São Paulo, uma associação chamada LigaSP (Liga Paulista pela Autonomia) trabalha em torno da temática da identidade cultural e histórica. Muitos Estados e, até mesmo, regiões inteiras do Brasil, promovem suas especificidades culturais e históricas. E São Paulo? A cidade tem um feriado, o Nove de Julho, que a maioria desconhece o significado. Tem o Revelando SP, uma ótima iniciativa para apresentar o folclore paulista. Mas, nada permanente. Ou são comemorações pontuais, cada vez menos frequentadas pelo público, ou são eventos comerciais pouco divulgados e, geralmente, de alcance circunscrito a um município ou localidade.

Por outro aspecto, existe a questão da cidadania quanto à participação política, que significa desde a preocupação com o bem estar da vizinhança até a fiscalização do erário público. É notória a falta de participação neste país, sobretudo, em São Paulo. Causa direta da falta de preocupação com o bem público, dos buracos nas ruas e calçadas até o abandono das fronteiras e corrupção galopante na administração pública.

Autonomia é uma necessidade humana essencial, a maior realização de uma pessoa é se tornar autônoma, livre e a apta a seguir seus desígnios, sem se sujeitar à tutela ou exigências de quaisquer outras pessoas. Quem não possui ou exerce sua autonomia é escrava da vontade de outro. E ser escravo anula a existência. O mesmo ocorre no campo da coletividade. Falta a autonomia para fazer cumprir os desígnios e aspirações. A identidade e autonomia estão diretamente relacionadas, uma não tem sentido sem a outra.

Este é o propósito da LigaSP: promover a identidade paulista e lutar pela autonomia de seus cidadãos. Não permitir que sejam escravos da vontade de outrem e não permitir que tenham sua existência anulada. Para isso, a LigaSP promove a conscientização através de grupos de estudos, palestras, excursões, publicações e debates. A LigaSP promove o ativismo cívico através de petições, manifestações, declarações públicas e incentivos à participação e à autogestão. O grupo tem o objetivo de engajar o máximo de cidadãos que, incutidos de uma identidade e comprometidos com um ideal de autonomia, possam, finalmente, retomar o lugar que a amada Terra Paulista possui de direito.

Fontes:
Revista Paulista de Cultura e Política, edição nº 2. São Paulo: 2012.
http://www.ligasp.org.br/p/quem-somos.html

Arquivado em: Cultura, São Paulo