População da Guiana Francesa

Segundo dados de 2.006, a população da Guiana Francesa é de 199.509 habitantes e estão distribuídos, de acordo com a idade, da seguinte maneira: 0 a 14 anos, 28,9% (29.540 homens e 28.210 mulheres); 15 a 64 anos, 64,8% (69.302 homens e 59.980 mulheres) e 65 anos ou mais, 6,3% (6.350 homens e 6.127 mulheres).

A distribuição por sexo desta população se dá da seguinte forma: no nascimento, 1,05 homens/ mulher; menores de 15 anos, 1,05 homens/mulher; de 15 a 64 anos, 1,16 homens/mulher e acima de 65 anos, 1,04 homens/mulher. Na população total a proporção é de 1,12 homens/mulher. A taxa de crescimento da população guianesa é de 1,96%.

A cada mil habitantes, a taxa de nascimento é de 20,46 e a de mortalidade é de 4,88. A taxa de mortalidade infantil daquela população é de 11,76 (homens: 12,58 e mulheres: 10,89). A expectativa de vida no nascimento é de 77,27 anos, sendo que 73,95 para os homens e 80,75 para as mulheres. A taxa de fertilidade é de 2,98 crianças por mulher.

83% dos guianeses são alfabetizados (84% dos homens e 82% das mulheres). A densidade demográfica na Guiana francesa é de 2 habitantes/km². A maior parte da população está concentrada na costa do país e somente 5% do território daquele país está habitado. Só na capital daquele país, Caiena, vivem quase 70.000 pessoas.

A Guiana Francesa é uma mistura de culturas devido às diversas colonizações ao longo dos séculos. Os grupos étnicos que se destacam são: mestiços (descendentes da mistura de brancos, negros e indígenas) que somam 80% da população e indígenas (caribes, arawak, tupi guaranis) que vivem no interior do país. Também existem minorias como asiáticos vindos do Laos, China e da Índia, franceses, libaneses e brasileiros (oficialmente vivem, hoje, 20.000 brasileiros naquele país, mas sabe-se que vivem aproximadamente mais 50.000 em situação ilegal) que ali se estabeleceram para trabalhar na extração de ouro. Há um grupo de descendentes de escravos que fugiram para a mata e que sobrevive até hoje mantendo suas tradições africanas.

O idioma oficial é o francês, mas um dialeto, chamado crioulo, é amplamente utilizado pela maior parte da população. Os nativos também se comunicam através do idioma caribe. A grande maior parte da população guianesa professa a religião católica.