Síndrome de Ortner

A síndrome de Ortner consiste em uma desordem cardiovocal.

Foi descrita primeiramente no ano de 1897, por Norbert Ortner, um médico austríaco, que conferiu um caso de imobilidade da prega vocal esquerda à compressão do nervo laríngeo recorrente, ocasionada pela dilatação do átrio esquerdo em um paciente que apresentava estenose valvar mitral.

As manifestações clínicas incluem afonia, decorrente da paralisia da faringe, bem como hipertensão pulmonar e alguns transtornos cardíacos.

Muitos autores têm questionado a explicação que Norbert Ortner forneceu com relação à paralisia da prega vocal. Diferentes teorias têm surgido, ao passo que novos casos de rouquidão em pacientes cardiopatas surgem. Foi levantada a hipótese de que pacientes com transtornos cardíacos ateroscleróticos sofreram paralisia súbita do nervo laríngeo recorrente em decorrência da insuficiência ventricular esquerda de instalação abrupta, ocasionada por súbita hipertensão pulmonar com dilatação aguda dos vasos pulmonares. Esse fenômeno já foi nomeado dilatação dinâmica.

A laringoscopia é um exame de imagem que pode ser útil para o diagnóstico, uma vez que por meio dela é possível evidenciar a paralisia da prega vocal esquerda.

Fontes:
http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1808-86942011000500004&script=sci_arttext&tlng=pt
http://it.wikipedia.org/wiki/Sindrome_di_Ortner

AVISO LEGAL: As informações disponibilizadas nesta página devem apenas ser utilizadas para fins informacionais, não podendo, jamais, serem utilizadas em substituição a um diagnóstico médico por um profissional habilitado. Os autores deste site se eximem de qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização das informações aqui publicadas.