Síndrome de Stauffer

A síndrome de Stauffer consiste em uma síndrome paraneoplásica, caracterizada por um conjunto de manifestações clínicas, incluindo transtornos hepáticos e esplênicos, ligados ao carcinoma de células renais e, em raros casos, a outros carcinomas.

Foi descrita primeiramente pelo gastroenterologista Maurice H. Stauffer, que caracterizou a síndrome no ano de 1961, recebendo, inicialmente, o nome de “hepatomegalia nefrogênica”.

As manifestações clínicas incluem:

  • Esplenomegalia;
  • Hepatomegalia;
  • Carcinoma renal;
  • Alterações no trato digestivo.

O diagnóstico é feito com base no quadro clínico apresentado pelo paciente, juntamente com testes de função hepática, especialmente os que apontam a presença de colestase, ou seja, fluxo biliar anormal. Exames de imagem, como ultrassonografia, ressonância magnética e tomografia computadorizada, também podem ser úteis no fechamento do diagnóstico.

Fontes:
http://es.wikipedia.org/wiki/S%C3%ADndrome_de_Stauffer

AVISO LEGAL: As informações disponibilizadas nesta página devem apenas ser utilizadas para fins informacionais, não podendo, jamais, serem utilizadas em substituição a um diagnóstico médico por um profissional habilitado. Os autores deste site se eximem de qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização das informações aqui publicadas.
Arquivado em: Síndromes