Relações das formigas com outros organismos

As formigas são conhecidas por apresentarem uma das sociedades mais organizadas e hierárquicas da natureza. Porém, sua relação com outros organismos é essencial para a sua sobrevivência e organização social.

Formiga e afídeo. Foto: Dawidl [GFDL (http://www.gnu.org/copyleft/fdl.html), CC-BY-SA-3.0 (http://creativecommons.org/licenses/by-sa/3.0/) or CC-BY-2.5 (http://creativecommons.org/licenses/by/2.5)], via Wikimedia Commons

Formiga e afídeo. Foto: Dawidl [GFDL, CC-BY-SA-3.0 or CC-BY-2.5], via Wikimedia Commons

Um exemplo deste tipo de relação ocorre entre as formigas e os afídeos (pulgões), que expelem uma substância líquida e adocicada. As formigas, por sua vez, efetuam o recolhimento deste líquido, transportando-o posteriormente para o formigueiro. Ao mesmo tempo, protegem os afídeos de predadores, que encontram os pulgões através do líquido que segregam.

Outro exemplo ocorre com as lagartas mirmecófilas, que são criadas pelas formigas. No período diurno, as formigas levam as lagartas para se alimentar, recolhendo-as durante a noite. A relação ocorre a partir do momento em que as mirmecófilas exalam um líquido adocicado através de uma glândula, utilizado pelas formigas a partir de um processo em que "ordenham" o lugar pelo qual sai a glândula das lagartas.

Por outro lado, algumas lagartas são do tipo mirmecófago. Expelem uma substância chamada feromona, que faz as formigas confundirem a lagarta com as larvas. Assim, após serem levadas ao formigueiro, as lagartas alimentam-se das larvas das formigas.

A relação com as formigas também pode ser útil aos seres humanos, pois elas são capazes tornar o solo mais fértil e matar outros insetos. Porém, quando invadem campos frutíferos, jardins e casas, tornam-se uma praga. Um exemplo é a formiga-carpinteira, que ao construir seu ninho, acaba furando a madeira presente nas casas.

Fora isso, existem as "formigas-assassinas", que atacam em grupo com o objetivo de matar animais muito maiores do que elas para alimentação e defesa, mas não chegam a ser uma preocupação para os humanos. Apesar disso, são conhecidas por suas picadas dolorosas e por desencadearem grandes problemas para que tem alergia a formigas, podendo levar a pessoa à morte em alguns casos. Presentes em diversas fábulas para crianças, notavelmente na cultura do Ocidente, as formigas são símbolos de trabalho, organização e esforço em grupo, mas também podem ser associadas à vingança e agressividade.

As formigas levam de seis a dez semanas para passaram da etapa em que são ovos para a fase adulta. Geralmente, as operárias não passam de alguns meses de vida, mas algumas espécies, dentro da hierarquia social, chegam a viver cerca de três anos. A espécie Pogonomyrmex owyheei, que mais viveu até hoje, chegou aos 30 anos. Aparentemente, as formigas que mais vivem são as que estão perto da rainha e são alimentadas pelo seu mel.

Fontes:
http://www.ceplac.gov.br/Laboratorios/mirmecologia/htmlFormiga/papel.htm
http://www.unicamp.br/unicamp/unicamp_hoje/ju/maio2010/ju463_pag03.php
http://pt.wikipedia.org/wiki/Formiga#Rela.C3.A7.C3.B5es_das_formigas_com_outros_organismos