Pilates

Graduação em Fisioterapia (Faculdade da Serra Gaúcha, FSG, 2014)

O Pilates é uma técnica que foi desenvolvida em meados da primeira guerra mundial, por Joseph Pilates (1880-1967). J.H Pilates nasceu próximo a Dusseldorf (Alemanha). Joseph não apresentava condições de saúde suficientes para se considerar saudável desde a infância, pois nessa fase ele apresentou muita fragilidade além da manifestação de patologias como asma, raquitismo e febre reumática, acabou se interessando desde muito jovem a se especializar em anatomia, fisiologia, atividade física, mergulho, esqui e ginástica, além de dedicar-se intensamente a se tornar forte e com boa saúde. Aos 32 anos, ele foi morar na Inglaterra, onde atuava como lutador de boxe, artista circense e treinador de autodefesa de detetives ingleses.

Foto: Andresr / Shutterstock.com

Foto: Andresr / Shutterstock.com

Devido aos seus conhecimentos, o mesmo foi convocado para atuar na primeira guerra mundial auxiliando no atendimento de soldados feridos e mutilados. Para que a recuperação dos soldados e os atendimentos fossem efetivos, Joseph acabou aplicando sua técnica utilizando equipamentos desenvolvidos a partir de camas hospitalares, molas das camas e cadeiras de roda. Assim nascia o que foi chamado em um primeiro momento de "contrologia". Os equipamentos foram desenvolvidos a partir de camas de hospital e cadeiras de roda para facilitar a movimentação dos pacientes e as molas foram usadas para oferecer resistência ao movimento, com a finalidade de ganho de força. A partir daí a técnica foi sendo aperfeiçoada e tendo grande aceitação por bailarinos, inspirado na mãe que era bailarina clássica, promovendo controle, flexibilidade e estabilidade muscular. Joseph ganhou discípulos em todo o mundo quando mudou-se para os EUA e montou seu studio de contrologia. Aos poucos a técnica foi ganhando mais praticantes e posteriormente passou a ser chamada de Pilates.

Atualmente o Pilates tem sido muito utilizado na reabilitação de pacientes com as mais diversas patologias, pós procedimentos cirúrgicos, correção postural, ganho de força, além de ser praticado por muitos como modalidade desportiva, devido ao alto rendimento e estabilidade articular que o mesmo proporciona. Com a prática regular dessa modalidade, o indivíduo acaba por ter melhoras na postura, alivio de dores, eliminação de sintomas causados pelo sedentarismo, além de ganhar força e estabilidade global do organismo.

Os equipamentos do Pilates, com design atualizado, continuam seguindo as mesmas características dos primeiros lançados (são eles o reformer, o cadillac, o lader barrel, wonda chair, além de outros acessórios). Porém o Pilates também pode ser praticado no solo com acessórios que proporcionem a facilitação do movimento ou que ofereça algum tipo de tensão ou resistência, afim de que o mesmo possa ser executado com fluidez e perfeição, conforme os seis aspectos levados em consideração na aplicação da técnica: a respiração, a centralização (ativação da power house), a concentração, o controle, a precisão e fluidez.

Devido aos benefícios, existe um grande número de praticantes de tal atividade, assim como um grande número de profissionais que a utilizam como técnica com as mais diversas finalidades. Atualmente no Brasil, os profissionais dessa área devem ter formação em Educação Física ou Fisioterapia, para que haja maior conhecimento em áreas como anatomia e fisiologia, para que possa ter maior recrutamento muscular e maior conhecimento dos movimentos que o corpo tem capacidade de executar.

Bibliografia:
https://dialnet.unirioja.es/servlet/articulo?codigo=1351217
http://revistas.rcaap.pt/motricidade/article/view/655

Arquivado em: Educação Física