Reprovei muitas vezes no Enem, o que fazer?

Já reprovei muitas vezes no Enem, devo abandonar meu Projeto de Vida e desistir dos sonhos?

Você já reprovou diversas vezes no Enem e está pensando em desistir do curso dos seus sonhos? Investiu tempo e dinheiro para estudar e até agora nada? Fique tranquilo.

Neste artigo quero apresentar uma estratégia que pode ajudá-lo a decidir se deve ou não continuar estudando, também quero apresentar outras formas de pensar a respeito da sua aprovação.

Sem mais demoras, vamos começar analisando o primeiro ponto.

Foto: wavebreakmedia / Shutterstock.com

Qual o tempo certo para passar no Enem?

Atualmente, vivemos uma época de grande pressão social para que os resultados aconteçam de forma rápida. Muitas pessoas não conseguem e nem querem esperar pelos resultados, e isso acaba gerando muitos problemas em diversos estudantes.

O que é importante deixar claro é que não existe uma tabela determinando o tempo certo para passar em uma prova e também deve saber que cada pessoa tem seu ritmo. Assim, alguns passam na primeira tentativa outros na décima, não é para desanimar, apenas para saber que cada um tem seu momento.

Não estou dizendo com isso que deve simplesmente continuar tentando até conseguir sem fazer algo muito importante que é analisar a estratégia que vem usando até o momento.

Qual estratégia você está usando para passar no Enem?

Certa vez, atendi um aluno que disse que já era o quarto Enem que ele realizava para Medicina e não conseguia resultados. Iniciei o trabalho fazendo alguns questionamentos para ele sobre há quanto tempo ele estava estudando e se já havia feito cursinhos etc. Ele me respondeu que a estratégia dele era sempre estudar 30 dias antes do Enem, pois acreditava que dessa forma as informações estariam mais fáceis de serem lembradas. Minha reflexão imediata foi que dessa forma realmente não há como obter bons resultados, não tem como funcionar.

Dependendo do curso que você deseja é preciso uma preparação prévia muito grande. Isso envolve um estudo bem organizado. Além disso é preciso que analise os motivos da sua reprovação.

Algumas pessoas não reprovam por falta de conhecimento e sim por falta de confiança, ansiedade, estresse. Portanto, o conhecimento deve estar aliado a uma mentalidade confiante e um controle emocional grande também.

Quando se consegue analisar tudo isso, há uma preparação melhor para as provas. Se você está lendo este artigo pode ter passado por uma reprovação, e a pergunta que tenho é a seguinte:

Qual o motivo da sua reprovação no passado? Foi falta de conhecimento do conteúdo ou foi uma questão emocional?

Refletir sobre essa pergunta vai ajudar a definir uma estratégia correta para a sua próxima tentativa. É muito melhor tentar com uma expectativa de conseguir do que ficar apenas tentando sem saber o que está fazendo de errado.

Tenha um plano B

As vezes é importante ter um plano B também.

Certa vez atendi um aluno que gostaria de fazer medicina, havia tentado dois anos seguidos e não conseguiu o resultado, acabou tentando enfermagem e hoje em dia está muito contente com a sua decisão e adora o curso.

Entenda isso: não estou dizendo para você desistir, mas sim avaliar sua situação atual. Talvez, neste momento, sua reflexão demonstre que não deseja somente um curso específico para seguir determinada carreira e se vê fazendo outro e seguindo outro caminho, neste caso então é preciso reavaliar sua estratégia.

Existe um caso de um outro aluno que também atendi que se formou em outra área e depois de formado voltou fazer faculdade no curso que desejava. Perceba, não existe tempo certo, igual disse mais acima, você simplesmente precisa entender quais são suas necessidades atualmente?

Se é preciso trabalhar para pagar contas ou ser independente talvez precise começar um curso agora mesmo, mas se tem alguém para te dar suporte talvez vale continuar tentando.

Conclusão

Espero que este texto tenha feito você avaliar sua situação atual. Entenda não tem como eu simplesmente definir para algo que depende da sua rotina. Portanto, avalie os pontos que apresentei e tome a decisão mais acertada para o momento.

Lembre-se somente de uma coisa. O mais importante é fazer aquilo que te deixe satisfeito e não existe um tempo certo, talvez seja agora, talvez nos próximos anos.

Arquivado em: Educação