Garcia de Resende

Graduada em Letras - Literatura e Língua Portuguesa (UNIABEU, 2015)

Garcia de Resende nasceu em meados de 1470, em Évora, Portugal. Filho de Francisco de Resende e Beatriz Bota, foi criado pelo Bispo de Évora, Senhor D. Garcia de Meneses.  Viveu durante os reinados de D. João II, D. Manuel e D. João III, sendo sempre fiel à corte, onde desempenhou cargos de importância, e desenvolveu toda a sua atividade como artista. Foi, inclusive, um possível secretário particular de D. João II, rei por quem tinha tamanha admiração.

Prestou serviços importantes para D. Manuel em 1498 e 1514, e foi Escrivão da Fazenda no reinado de D. João III,

Possuía grandes talentos nos ramos da música, desenho, arquitetura e, acima de tudo, na literatura. Foi uma testemunha importante da corte e da sociedade daquela época, visto que participava ativamente dos ambientes palacianos destes três reinados.

Garcia foi o compilador do Cancioneiro Geral, publicado em 1516, que é constituído por composições amorosas e satíricas de diversos autores portugueses e castelhanos, incluindo alguns poemas próprios, e um prefácio dirigido ao príncipe D. João. Neste compilado é possível encontrar a poesia palaciana recolhida ao longo dos reinados de D. Afonso V, D. João II e D. Manuel.

Mesmo com todos os seus dotes, e independente do valor de seus escritos, Garcia de Resende teve um papel histórico extremamente relevante como compilador, visto que documentou o panorama literário de uma época em seus próprios versos, e juntou-os aos escritos de outros poetas importantes, tornando-se de extrema importância para a literatura pelo teor documental da história social.

Garcia de Resende, que desde muito cedo revelou-se dotado para as letras, faleceu no ano de 1536.

Principais obras:

  • Vida e Feitos de D. João II
  • O Cancioneiro Geral
  • Miscelânea e Variedade de Histórias

Arquivado em: Biografias, Escritores