James Joyce

Graduada em Letras - Literatura e Língua Portuguesa (UNIABEU, 2015)

James Augustine Aloysius Joyce, mais conhecido como James Joyce, foi um dos maiores escritores da língua inglesa do século XX. Nasceu a dois de Fevereiro de 1882 em Dublin, Irlanda.

Joyce recebeu, na infância, a rígida educação oferecida pelos padres jesuítas, contra a qual rebelou-se, tempos depois. Foi aluno da Universidade de Dublin, onde teve aulas de inglês, francês e italiano, além de participar de grupos de teatro.

Em 1902 vai para Paris, a fim de estudar Medicina, porém retorna à Irlanda no ano seguinte, devido à morte de sua mãe. Trabalhou, então, como professor particular, mudando-se em seguida para Zurique.

Em 1904 conheceu Nora Barnacle, e convenceu-a a ir morar consigo. O jovem casal passou algum tempo na atual Croácia, porém em 1905 mudou-se para Trieste (Itália), onde, excetuando-se alguns meses de viagens, viveu até Junho de 1915. James e Nora tiveram dois filhos: uma menina e um menino.

O primeiro livro de Joyce (uma coletânea de poemas, intitulada Música de câmara) foi publicado em Londres, em 1907. Em 1914 publicou Dublinenses, um livro de contos.

Com o início da participação da Itália na Primeira Guerra Mundial, James viu-se obrigado a mudar-se para Zurique, onde viveu até 1919. No período em que lá esteve, publicou duas obras: Um retrato do artista quando jovem e Exilados, sendo este uma peça, e aquele um livro. Retornou para Trieste brevemente após o armistício, e decidiu mudar-se para Paris, com a finalidade de obter mais facilidade na publicação de Ulysses, um livro em que trabalhou desde 1914.

Ulysses foi publicado na data de seu aniversário, no ano de 1922, e trouxe para Joyce fama internacional. Neste mesmo ano começou a trabalhar em outra obra, Finnegans Wake, que possuía uma linguagem totalmente elaborada especialmente para esta ora. Publicou este projeto em 1939, mesmo estando extremamente preocupado com problemas num olho (Joyce sofreu inúmeras cirurgias, devido a este problema de visão), e muito abalado pela doença mental de sua filha.

Após o início da Segunda Guerra Mundial, mudou-se para a França, que ainda não tinha sido ocupada, retornando tempos depois para Zurique, onde faleceu em 13 de Janeiro de 1941.

Principais obras:

  • Música de câmara
  • Ulysses
  • Exilados
  • Os mortos
  • Finnegans Wake

Referências bibliográficas:

E-biografia. Disponível em: <https://www.ebiografia.com/james_joyce/>

Grupo Companhia das Letras. Disponível em: <https://www.companhiadasletras.com.br/autor.php?codigo=03197>

Arquivado em: Biografias, Escritores