Rubem Alves

Graduada em Letras - Literatura e Língua Portuguesa (UNIABEU, 2015)

Rubem Alves nasceu em Boa Esperança (naquela época, Dores da Boa Esperança), Minas Gerais, no dia 15 de Setembro de 1933.

Em 1945 mudou-se com a família para o Rio de Janeiro, onde sofria com o deboche de seus colegas de colégio a respeito de seu sotaque mineiro. Por não ter amigos, buscou refúgio na religião. Foi bem sucedido nos estudos sobre religião, e iniciou carreira como pastor de sua própria igreja, no interior de Minas Gerais.

Estudou Teologia no Seminário Presbiteriano de Campinas, São Paulo no período de 1953 a 1957, transferindo-se para Lavras, Minas Gerais, em 1958, onde exerceu funções de pastor por alguns anos filiado à Igreja Presbiteriana do Brasil. Rubem Alves recebeu o Prêmio de 1° lugar em Artilharia ao concluir o curso de CPOR (Centro de Preparo de Oficiais da Reserva) no estado de São Paulo em 1954. Dois anos depois recebeu o diploma de Habilitação em Piano, que lhe concedia o direito de lecionar no Conservatório Carlos Gomes. Em 1957 tornou-se Bacharel em Teologia.

No dia 07 de Fevereiro de 1959 casou-se e teve três filhos: Sérgio, Marcos e Raquel, sendo ela a inspiração para a produção de seus contos infantis.

No ano de 1963 iniciou o curso de Pós-Graduação no The Union Theological Seminary e tornou-se Mestre em Teologia em Nova York, Estados Unidos.

Em 1968, já de volta ao Brasil, foi perseguido pelo regime militar, retornando para os Estados Unidos neste mesmo ano, e iniciando o doutorado em Filosofia na Princeton Theological Seminary. Quando retornou ao Brasil, passou pelo desemprego e depois de algum tempo conseguiu lecionar filosofia na Universidade de Campinas.

No ano de 1973 pediu transferência para a Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, atuando como professor-adjunto na Faculdade de Educação.

Em 1974, conquistou o cargo de professor-titular de Filosofia no Instituto de Filosofia e Ciências Humanas na UNICAMP. Foi eleito representante dos professores titulares junto ao Conselho Universitário, Diretor de Assessoria de relações Internacionais, e Diretor de Assessoria Especial para Assuntos de Ensino, além de outros grandes feitos em sua carreira na Universidade.

Na década de 80 tornou-se psicanalista pela Sociedade Paulista de Psicanálise, e passou a escrever para grandes jornais sobre psicologia e comportamento.

No ano de 1988 foi professor-visitante na Universidade de Birmingham, Inglaterra, e posteriormente, à convite da Rockefeller Foundation, esteve na Itália fazendo residência.

Tornou-se membro da Academia Campinense de Letras, professor-emérito da UNICAMP, e cidadão-honorário de Campinas, onde recebeu uma medalha por sua contribuição à cultura.

Em 1994 divorciou-se de Lidia e iniciou um relacionamento com sua nova amada Thais Couto. Um ano depois, Rubem recebe o título de Professor Emérito da Unicamp e posteriormente, o título de cidadão campineiro em 1996. Em diante colecionou diversos prêmios, como “Prêmio PNE” e “Prêmio Jabuti”.

Já em 2010, casou-se novamente com sua primeira esposa, Livia. Mas fora atingido pelo Mal de Parkinson, que afetou definitivamente suas atividades corriqueiras e o enfraqueceu gradativamente, vindo a falecer em Campinas, no dia 19 de Julho de 2014.

Deixando para as gerações futuras um grande legado com 146 obras escritas e publicadas no Brasil e em diversos países.

Principais obras:

  • Teologia do Cotidiano;
  • Cenas da Vida;
  • Lagartixas e Dinossauros;
  • A Pipa e a Flor.

Arquivado em: Biografias, Escritores