Compra Gadsden

Mestrado em História (UFJF, 2013)
Graduação em História (UFJF, 2010)

A Compra Gadsden selou a aquisição por parte dos Estados Unidos de territórios que pertenciam ao México, em 1853.

Na primeira metade do século XIX, México e Estados Unidos viveram momentos de conflitos que estiveram muito relacionados com situações territoriais. O ambiente de instabilidade entre os dois países resultou em um embate direto chamado de Guerra Mexicano-Americana. Este confronto só chegou ao fim no ano de 1848, mas deixou ainda presente os desentendimentos sobre as fronteiras entre os dois países.

Os territórios de Arizona e Novo México, que tem esses nomes hoje como integrantes dos Estados Unidos, eram regiões de possessão dos mexicanos. O interesse dos estadunidenses era transformar tais regiões em uma linha de caminho de ferro para comércio transcontinental. Para alcançar tal objetivo, foi enviado ao México James Gadsden para negociar a compra das terras.

A Compra Gadsden foi firmada no dia 30 de dezembro de 1853 entre o representante dos Estados Unidos e o presidente mexicano Antonio López de Santa Anna. Na ocasião, a transação ficou acertada mediante o pagamento de 10 milhões de dólares (equivalente a mais de 290 milhões de dólares em 2011).

O território adquirido tinha uma área aproximada de 77.800 Km², que se converteu em dois estados: o Arizona e o Novo México. A compra definiu as fronteiras ao sul dos Estados Unidos. Mas o interesse era por um território ainda mais extenso que incluiriam terras do que hoje são estados mexicanos. O fato é que o povo do México se posicionou contrariamente à venda de tanto território e também houve um desentendimento entre os próprios estadunidenses. Como o sul do país era uma região escravagista, alguns senadores opuseram-se ao projeto alegando que representaria uma expansão de territórios baseados em mão-de-obra escrava.

A Compra Gadsden foi definida com a compra de uma área menor do que a prevista, mas, ainda assim, o povo mexicano enfureceu-se com a venda. Estes acusavam o presidente Santa Anna de traição ao país e de desvalorização do território. A transação teve forte impacto em seu governo e foi responsável pelo fim de sua carreira política.

Fontes:

KARNAL, Leandro. A História dos Estados Unidos. Editora Contexto, 2007.

Arquivado em: Estados Unidos