Virgínia Ocidental

O nascimento da Virgínia Ocidental nos remete ao período da Guerra Civil Americana, época em que os Estados Unidos eram divididos em frentes a favor (região Sul) e contra a escravidão (região Norte). Naquela época, o estado da Virgínia era um só e estava entre os territórios que eram a favor da escravidão. Aconteceu que os condados que compunham a parte noroeste da Virgínia eram contrários à escravidão e se separaram do resto de território, dando origem à Virgínia Ocidental, que atualmente é um dos 50 estados dos Estados Unidos, tem 63 mil km² e apresenta uma população estimada em  1.816.856 habitantes.

Segundo informações do U.S. Census Bureau, publicadas em 2010, o estado da Virgínia Ocidental apresenta uma população composta por 93% de brancos que não são hispânicos, 3% de afroamericanos, 1% de hispânicos e o restante composto por etnias que englobam, respectivamente, asiáticos e ameríndios.

No ano de 2005, o PIB (Produto Interno Bruto) do estado da Virgínia Ocidental foi avaliado em 53.782 bilhões de dólares. A taxa de desemprego da região fica em um percentual de 5,3 e a renda per capta é de 29.602, considerada a segunda menor do país, ficando somente atrás do Mississippi.

O maior pólo de transporte do estado da Virgínia Ocidental é Charleston, capital do estado, que, segundo censo de 2010, conta com uma área de 84,6 km², população de 83.089 habitantes e densidade populacional de 629.62 hab/km². Depois de Charleston, as maiores cidades do Estado são, em ordem de habitantes: Huntington, Parkersburg, Wheeling, Morgantown, Weirton, Fairmont,  Beckley, Clarksburg, Martinsburg,  South Charleston, St. Albans,  Bluefield e Vienna.

Com sua fundação em 1808, a primeira biblioteca da Virgínia Ocidental fica localizada na cidade de Wheeling. Já a primeira biblioteca pública do estado foi fundada em 1859 e fica no Condado de Ohio. A região totaliza 97 sistemas de bibliotecas públicas e, em média, são movimentados 4,4 livros por habitante.

O Potomak Guardian and Berkeley Advertiser foi o primeiro jornal a ser publicado na Virgínia Ocidental, com sua tiragem inicial no ano de 1790. Porém, dos jornais mais tradicionais do Estado, o mais antigo que ainda está em circulação é o The Intelligencer, que foi impresso no ano de 1852 na cidade de Wheeling. O Estado possui 97 jornais, contando com 21 circulando diariamente e 35 periódicos. Fora a mídia impressa, a Virgínia Ocidental teve sua primeira estação de rádio inaugurada no ano de 1923. Já a rede de televisão pioneira do Estado surgiu em 1949.

Fontes:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Virg%C3%ADnia_Ocidental
http://www.usamapfinder.com/Map_Earth.php?ID=/Pt/West_Virginia
http://pt.wikipedia.org/wiki/Wheeling_(Virg%C3%ADnia_Ocidental)

Arquivado em: Estados Unidos