Gasometria Arterial

A gasometria arterial é um exame de sangue, normalmente, arterial que visa avaliar a distribuição de gases presentes na corrente sanguínea (oxigênio e gás carbônico), do pH e do equilíbrio ácido-básico. Também podem ser dosados os níveis de sódio, potássio, cálcio iônico e cloreto, dependendo do gasômetro (aparelho que mede a gasometria arterial) utilizado. O sangue venoso também pode ser utilizado, mas é necessário saber qual a origem do sangue (veia ou artéria) para uma correte interpretação dos resultados.

Os pulmões e os rins são os responsáveis pelo equilíbrio metabólico e respiratório, em outras palavras, o equilíbrio ácido-básico do organismo. Alterações desse equilíbrio podem resultar de situações como alcalose ou acidose metabólica e alcalose ou acidose respiratória.

Habitualmente, os valores gasométricos são alcançados por meio da comparação desses parâmetros pesquisados encontrados nas amostras, com os padrões internos do gasômetro.

Normalmente, os valores gasométricos são pesquisados quando o paciente apresenta um quadro clínico sugestivo de alguma anormalidade na oxigenação, na ventilação e no estado ácido-básico. Utiliza-se também em situações que objetivam avaliar alterações na terapia que podem modificar a oxigenação, como, por exemplo, mudança na concentração de oxigênio inspirado, níveis aplicados de pressão expiratória final positiva, pressão das vias aéreas, ventilação ou equilíbrio ácido-básico (administração de bicarbonato de sódio ou terapia com acetazolamida).

Freqüentemente, a amostra de sangue utilizada no exame é colhida da artéria radial, próximo ao punho; todavia, também pode ser colhida pela artéria braquial ou femoral. Não se faz necessário jejum prévio, nem outro tipo de preparação.

No momento do exame coloca-se a região palmar para cima (quando o sangue é colhido da artéria radial) e o local que será puncionado é desinfetado. Por meio de uma seringa agulhada colhe-se o sangue que, em seguida, será enviado para o laboratório. Para evitar a formação de edema e equimose no local da punção, deve ser feita compressão de, no mínimo, 10 minutos no local.

Comumente, os valores pesquisados na gasometria arterial são:

  • pH, que deve estar entre 7,34 a 7,45;
  • pO2 (pressão parcial de oxigênio), que deve encontrar-se entre 75 a 100 mmHg;
  • pCO2 (pressão parcial de gás carbônico), que apresenta valores normais entre 32 a 45 mmHg;
  • HCO3 (necessário para que haja o equilíbrio ácido-básico sanguíneo), que deve encontrar-se entre 20 a 26 mEq/L;
  • SatO2 (saturação de oxigênio arterial), que deve estar entre 95% a 98%.

Fontes:
http://www.capscursos.com.br/docs/gasometria_arterial.pdf
http://capscursos.com.br/docs/GASOMETRIA%20ARTERIAL.pdf
http://www.medicina.ufmg.br/edump/ped/gasometr.htm
http://pt.wikipedia.org/wiki/Gasometria_arterial
http://www.conhecersaude.com/exames-medicos/g/3226-Gasometria-arterial.html
http://www.fariasbrito.com.br/admin/arquivos_fbnoenem/25dfb08fd36e30f89dfd885772dc05195252.pdf

AVISO LEGAL: As informações disponibilizadas nesta página devem apenas ser utilizadas para fins informacionais, não podendo, jamais, serem utilizadas em substituição a um diagnóstico médico por um profissional habilitado. Os autores deste site se eximem de qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização das informações aqui publicadas.
Arquivado em: Exames Médicos