ExoMars

O programa ExoMars, da Agência Espacial Européia (ESA), visa buscar pistas sobre a existência de vida em Marte durante algum momento da história do planeta. A ESA criou tecnologias para investigar o ambiente de Marte; tais tecnologias também são uma amostra dos desafios e das novas idéias para a exploração espacial da próxima década, 2020.

Ilustração do rover da Exomars. Fonte: ESA/NASA.

Ilustração do rover da Exomars. Fonte: ESA/NASA.

Atualmente, a ExoMars tem duas missões previstas em seu programa: a primeira é o lançamento e aterrissagem do módulo demonstrador chamado Schiaparelli, que foi lançado em 14 de março de 2016, e a segunda é um rover (um robô com rodas manipulado por uma equipe de especialistas em Terra) que será lançado em 2020.

Visão Geral do Programa

O programa ExoMars pretende demonstrar uma série de tecnologias desenvolvidas pela ESA em pareceria com instituições privadas e universidades locais. De modo geral, o programa visa demonstrar tecnologias que:

  • Entrem, desçam e aterrissam com cargas na superfície de Marte;
  • Mostrem a mobilidade na superfície com um rover;
  • Mostrem como acessar o subsolo do planeta para conseguir amostras;
  • E como preparar, distribuir e analisar essas amostras.

Ao mesmo tempo que demonstra, a ESA também pretende:

  • Procurar sinais de vida passada e presente em Marte;
  • Investigar como a água e o ambiente geoquímico varia;
  • E como os gases atmosféricos se formam em Marte.

A missão de 2016, o módulo Schiparelli, tem uma tecnologia chamada Rastreamento de Gás em Órbita (TGO). O TGO transporta instrumentos científicos para detectar e estudar gases atmosféricos como o metano. O módulo também contém sensores para avaliar seu próprio desempenho. A missão de 2020, com o rover, irá levar uma broca e um conjunto de instrumentos dedicados a estudar a geoquímica e a possível biologia (ou astrobiologia) do local.

ExoMars Missão 2016

O módulo Schiaparelli, primeira missão do programa ExoMars, está previsto para chegar em outubro de 2016. Os principais objetivos dessa missão são de encontrar evidências de metano e outros gases atmosféricos que sirvam de traços para serem assinaturas biológicas ou geológicas de vidas passadas ou presentes no planeta.

ExoMars Missão 2020

Esta segunda parte da missão, prevista para acontecer em 2020, irá lançar em solo marciano um rover que irá chegar no planeta vermelho após nove meses de seu lançamento. O rover irá viajar por Marte atrás de sinais de vida além de coletar amostras de solo e analisar com instrumentos de última geração.

O Planeta Marte

Marte.

Marte.

Marte sempre despertou o interesse das pessoas seja através do cinema, seja através de perguntas que costumamos fazer a nós mesmos: estamos sozinhos no Universo? Desde muito tempo, cientistas de várias partes do mundo vêm planejando trabalhos, traçando metas e até mesmo competindo entre si para descobrir cada vez mais coisas sobre o planeta vermelho.

As primeiras perguntas sobre vida em Marte foram feitas ainda no século 19 quando o astrônomo italiano Giovanni Schiparelli observou as características claras e escuras de traços no solo marciano e batizou de “canali” ou canal. Isso deu a impressão de que canais estavam sendo construídos em Marte, construção artificial feito por algum tipo de vida alienígena.

A partir de então, muitas pessoas passaram a acreditar na vida marciana e isso acabou virando uma crença popular em todo o mundo. Muitas idéias de que vida inteligente havia construído os canais de Marte passaram a surgir dando início a era da Exobiologia (que hoje foi quase que totalmente substituída pela Astrobiologia). Essas idéias despertaram o grande interesse não só de astrônomos e físicos como também de visionários, escritores e filósofos, fazendo com que vários mitos de vida em Marte nascessem.

Referências:
http://exploration.esa.int/mars/46048-programme-overview/
http://exploration.esa.int/mars/46124-mission-overview/
http://exploration.esa.int/mars/48088-mission-overview/
http://exploration.esa.int/mars/44997-the-red-planet/

Arquivado em: Exploração Espacial