Interferência entre ondas

Doutorado em Física (UFJF, 2019)
Mestrado em Física (UFJF, 2015)
Graduado em Bacharelado em Física (UFJF, 2015)
Graduado em Licenciatura em Física (UFJF, 2013)

A interferência entre ondas nada mais é do que a soma de duas ou mais ondas que podem apresentar mesma fase ou fases diferentes. Então a interferência entre ondas é dada de duas maneiras.

Interferência construtiva

Nesse caso duas ou mais ondas apresentam mesma fase. Então as ondas são somadas e a amplitude resultante fica dada pela soma das amplitudes individuais:

Ilustração de interferência construtiva entre ondas.

Ilustração de interferência construtiva entre ondas.

Interferência destrutiva

Nesse caso duas ou mais ondas apresentam fases diferentes. Então as ondas são somadas e a amplitude resultante fica dada pela diferença das amplitudes individuais:

Interferência destrutiva entre ondas.

Se duas ondas apresentam as mesmas características exceto a fase de oscilação, então a onda resultante é nula e o movimento oscilatório é interrompido como mostrado na figura acima.

Um exemplo interessante de interferência entre as ondas é a denominada ondas estacionárias. Em resumo a onda estacionária é formada a partir de uma soma entre duas ondas que precisam ser necessariamente idênticas e que estão em sentidos opostos.

Referências:
BONJORNO, José Roberto; BONJORNO, Regina Azenha; BONJORNO, Valter; CLINTON, Márcico Ramos. Física História & Cotidiano. São Paulo: Editora FTD, 2004, volume único.

HEWITT, Paul G. Física Conceitual. Porto Alegre: Editora: Bookman, 2011, 11ª. ed. v. único.

Arquivado em: Física, Ondulatória