Mapinguari

O Mapinguari é um personagem monstruoso segundo a lenda do folclore brasileiro. Ele habita a floresta amazônica e possui as seguintes características físicas: estatura alta (cerca de 2m); corpo coberto de pelos vermelhos; apenas um olho grande no centro da cabeça; na área da barriga possui uma boca grande e dentes afiados; braços longos; e garras grandes nas mãos.

O animal utiliza uma armadura feita com o casco da tartaruga para se defender. Mata qualquer bicho da floresta, além do humano que cruzar seu caminho. Costuma caçar durante o dia e dormir durante a noite. De acordo com o mito, a criatura não é silenciosa, emite gritos altos e consistentes, e corre pelas matas quebrando galhos, derrubando árvores e deixando rastro de destruição. Algumas pessoas acreditam que ele só foge quando vê o bicho-preguiça.

Existem várias versões sobre a origem do Mapinguari. A história pode ter surgido de tribos indígenas que vivem na floresta amazônica, onde algumas acreditam que determinados índios ao atingirem uma certa idade, se transformam neste monstro e passam a viver isoladamente na mata.

O paleontólogo argentino, Florentino Ameghino, sugeriu no final do século XIX, que a existência do Mapinguari poderia ser a sobrevivência de algumas preguiças gigantes (mamíferos do período pré-histórico - de mais de 12 mil anos).

O ornitólogo David Oren, que busca criaturas lendárias, chegou a realizar algumas expedições na Amazônia em busca do famoso Mapinguari entre 1.993 e 2.001, mas não obteve provas conclusivas.

A lenda deste predador não é considerada antiga e sim moderna. Os fatos narrados por moradores e seringueiros são recorrentes e registrados nos Estados do Acre, Amazonas e Pará.

Canção de Mapinguari por Guerreiros Mura:

O cheiro de mato, da terra e do chão
O homem lendário traz no coração
O seu habitat como proteção
Negros cabelos lisos caídos

O murmúrio do vento faz suave canção
As folhas dos bosques tocando entre as mãos
Se esconde na selva e usa a razão

Mapinguari, Mapinguari
É folclore da gente
História cabocla amazonense
Defende a floresta do predador
Cortando a cabeça do caçador

Se não fosse as lendas
De mistérios e medos
A nossa Amazônia
Acabara mais cedo

Vem aí, vem aí
Vem cirandar pra ti
Alegoria lendária
Mapinguari, Mapinguari

Arquivado em: Folclore