Arquimedes e a Hidrostática

“Todo corpo mergulhado em um liquido ou gás recebe um empuxo vertical para cima igual ao peso do liquido deslocado pelo corpo”.

Esse enunciado é do famoso principio de Arquimedes (Força de empuxo). Arquimedes foi um matemático, inventor e físico grego que viveu no século três antes de cristo em Siracusa, hoje atual Sicilia (Italia), antes pertencente a Grécia. Grandes descobertas e aplicações até hoje usadas nas ciências exatas se devem a ele.

Como sabemos o empuxo é a força vertical orientada para cima, exercida pelo líquido. Arquimedes conseguiu fazer as descobertas que para as leis da hidrostática se tornaram essenciais e são objeto de estudo a pouco mais de dois milênios.

A pedido de um rei da época que desconfiava ter sido enganado por um homem que não teria usado a quantidade de ouro necessária para fabricar uma coroa. Arquimedes depois de muito tempo de estudo e de não conseguir obter resultados, segundo conta a lenda, ao entrar em uma banheira para tomar banho, ele observou que a quantidade de agua que saía da banheira ao entrar era correspondente ao volume do seu corpo. Com essa observação Arquimedes teria pegado a coroa e colocado na banheira, analisado se o volume da coroa de ouro do rei corresponderia ao mesmo volume de ouro dado ao homem para fazê-la, Arquimedes teria provado que o homem havia enganado o Rei.

Certos questionamentos que nos aparecem no dia a dia, e com o princípio de Arquimedes podemos encontrar algumas explicações, como por exemplo, saber se um corpo colocado num fluido afunda ou flutua. Através da nossa definição sobre empuxo fica fácil imaginarmos ou até mesmo praticarmos tal experiência. Se colocarmos um bloco de isopor em um balde com água notaremos que o isopor flutuará sobre a água devido o peso do isopor se igualar a força de empuxo, levando em consideração é claro que a pressão sobre o corpo mergulhado varia de acordo com a profundidade. Observaremos também que colocando um bloco de chumbo no mesmo balde e com a mesma quantidade de água do experimento realizado com o isopor notaremos que o bloco de chumbo afundará, pois a força da gravidade ou peso do chumbo é maior do que a força de empuxo.

Bibliografia:
Física volume único - Alberto Gaspar  Física volume 2 - Antônio Máximo - Beatriz Alvareng  Física para o ensino médio - Aurélio Gonçalves Filho-Carlos Toscano.

Arquivado em: Hidrostática