Adipócitos

Pós-Doutorado Ciências Biológicas (UNESP, 2013)
Doutorado em Ciências Biológicas (UNESP, 2009)
Graduação em Ciências Biológicas (UNESP, 2005)

Ouça este artigo:

Os adipócitos são células altamente especializadas que têm como função atuar no equilíbrio do fluxo energético corporal armazenando energia na forma de gordura (lipídeos) quando a ingestão de calorias é maior do que o seu consumo e, liberando energia (sob a forma de ácidos graxos) em períodos de baixa ingestão de calorias.

O reservatório de gordura ocupa quase todo o citoplasma do adipócito. Ilustração: Sebastian Kaulitzki / Shutterstock.com

O reservatório de gordura ocupa quase todo o citoplasma do adipócito. Ilustração: Sebastian Kaulitzki / Shutterstock.com

Um adipócito maduro possui cerca de 80-95% de gordura em seu volume, o que pode corresponder a 0,5-1μg de gordura por célula. Para armazenar toda essa quantidade de lipídeos, os adipócitos podem aumentar o seu diâmetro em cerca de 20 vezes e variar o seu volume em centenas de vezes. Estima-se que um indivíduo adulto tem armazenado em seus adipócitos entre 10 e 20kg de gordura corporal, o que corresponde a 90 mil – 180 mil kcal, quantidade suficiente para viver em jejum por de cerca de 45-90 dias.

O tecido adiposo desenvolve-se em maioria durante o período próximo ao nascimento, mas o número de adipócitos pode aumentar de acordo com a alimentação e ingestão de calorias durante a vida.

Existem dois tipos de adipócitos maduros com morfologia, distribuição e fisiologias distintas, são eles os adipócitos uniloculares e os multiloculares.

Os adipócitos uniloculares, possuem em seu interior apenas uma única e grande inclusão de lipídeo em seu citoplasma e têm como função principal armazenar energia quando ocorre um aumento na ingestão de calorias e fornecer de energia em períodos de jejum ou escassez de calorias ingeridas. Na espécie humana, este tipo celular é distribuído por toda a superfície subcutânea do corpo e na região abdominal. Os adipócitos uniloculares originalmente são esféricos, porém podem apresentar-se na forma poligonal devido a deformação mútua causada pelo aumento do seu volume e posterior pressão. O tamanho de um adipócito unilocular varia entre 20-200nm de diâmetro e a quantidade de lipídeos armazenados em seu interior pode variar entre 60 e 85% do seu peso total. Devido a grande inclusão de lipídeo no seu citoplasma, o núcleo e todas as demais organelas encontram-se deslocadas na periferia celular.

Os Adipócitos multiloculares recebem seu nome por apresentar em seu citoplasma várias inclusões lipídicas e sua principal função é o fornecimento de energia na forma de calor. Sua localização é limitada a regiões específicas. Em recém nascidos os depósitos de adipócitos multiloculares se dá na região cervical, axilar, supra-ilíaca e perirenal. Eles possuem formato variável e podem ser encontrados na forma esférica, fusiforme ou poligonal. O seu citoplasma contém inúmeras inclusões lipídicas e o seu núcleo encontra-se, assim como nos adipócitos uniloculares, deslocado para a periferia citoplasmática.

Bibliografia
Histologia básica I L.C. Junqueira e José Carneiro. - [12 . ed]. - Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2013.

Hernadez F Carvalho, Carla Beatriz Collares Buzato. Células: Uma abordagem multidisciplinar. Editora Manole, 2005

Abraham L. Kierszenbaum. Histologia e Biologia celular, Uma introdução à patologia. 3ª edição. Elsevier, 2012

http://www.icb.usp.br/mol/5-menumod5.html

Arquivado em: Histologia