Adipócitos

Pós-Doutorado Ciências Biológicas (UNESP, 2013)
Doutorado em Ciências Biológicas (UNESP, 2009)
Graduação em Ciências Biológicas (UNESP, 2005)

Os adipócitos são células altamente especializadas que têm como função atuar no equilíbrio do fluxo energético corporal armazenando energia na forma de gordura (lipídeos) quando a ingestão de calorias é maior do que o seu consumo e, liberando energia (sob a forma de ácidos graxos) em períodos de baixa ingestão de calorias.

O reservatório de gordura ocupa quase todo o citoplasma do adipócito. Ilustração: Sebastian Kaulitzki / Shutterstock.com

O reservatório de gordura ocupa quase todo o citoplasma do adipócito. Ilustração: Sebastian Kaulitzki / Shutterstock.com

Um adipócito maduro possui cerca de 80-95% de gordura em seu volume, o que pode corresponder a 0,5-1μg de gordura por célula. Para armazenar toda essa quantidade de lipídeos, os adipócitos podem aumentar o seu diâmetro em cerca de 20 vezes e variar o seu volume em centenas de vezes. Estima-se que um indivíduo adulto tem armazenado em seus adipócitos entre 10 e 20kg de gordura corporal, o que corresponde a 90 mil – 180 mil kcal, quantidade suficiente para viver em jejum por de cerca de 45-90 dias.

O tecido adiposo desenvolve-se em maioria durante o período próximo ao nascimento, mas o número de adipócitos pode aumentar de acordo com a alimentação e ingestão de calorias durante a vida.

Existem dois tipos de adipócitos maduros com morfologia, distribuição e fisiologias distintas, são eles os adipócitos uniloculares e os multiloculares.

Os adipócitos uniloculares, possuem em seu interior apenas uma única e grande inclusão de lipídeo em seu citoplasma e têm como função principal armazenar energia quando ocorre um aumento na ingestão de calorias e fornecer de energia em períodos de jejum ou escassez de calorias ingeridas. Na espécie humana, este tipo celular é distribuído por toda a superfície subcutânea do corpo e na região abdominal. Os adipócitos uniloculares originalmente são esféricos, porém podem apresentar-se na forma poligonal devido a deformação mútua causada pelo aumento do seu volume e posterior pressão. O tamanho de um adipócito unilocular varia entre 20-200nm de diâmetro e a quantidade de lipídeos armazenados em seu interior pode variar entre 60 e 85% do seu peso total. Devido a grande inclusão de lipídeo no seu citoplasma, o núcleo e todas as demais organelas encontram-se deslocadas na periferia celular.

Os Adipócitos multiloculares recebem seu nome por apresentar em seu citoplasma várias inclusões lipídicas e sua principal função é o fornecimento de energia na forma de calor. Sua localização é limitada a regiões específicas. Em recém nascidos os depósitos de adipócitos multiloculares se dá na região cervical, axilar, supra-ilíaca e perirenal. Eles possuem formato variável e podem ser encontrados na forma esférica, fusiforme ou poligonal. O seu citoplasma contém inúmeras inclusões lipídicas e o seu núcleo encontra-se, assim como nos adipócitos uniloculares, deslocado para a periferia citoplasmática.

Bibliografia
Histologia básica I L.C. Junqueira e José Carneiro. - [12 . ed]. - Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2013.

Hernadez F Carvalho, Carla Beatriz Collares Buzato. Células: Uma abordagem multidisciplinar. Editora Manole, 2005

Abraham L. Kierszenbaum. Histologia e Biologia celular, Uma introdução à patologia. 3ª edição. Elsevier, 2012

http://www.icb.usp.br/mol/5-menumod5.html

Arquivado em: Histologia