Histologia do Sistema Nervoso

O sistema nervoso consiste basicamente em dois tipos de células: a neuroglia e os neurônios. A neuroglia tem a função de sustenta, nutrir e proteger os neurônios e ainda mantêm a homeostase no líquido intersticial que banha os neurônios. São aproximadamente de 10 a 50 trilhões de neuroglias. Os neurônios são as unidades básicas do processamento da informação, sendo especializados na condução de impulsos nervosos. Eles proporcionam a maioria das funções exclusivas do sistema nervoso. Como sentir, pensar, lembrar, controlar a atividade muscular e regular as secreções glandulares. São aproximadamente 100 bilhões de neurônios.

Os neurônios geralmente possuem três partes: um corpo celular, dendritos e um axônio. Sua morfologia consiste dessa maneira: corpo celular – possui o núcleo e a maioria das organelas citoplasmáticas; dendritos são ramificações do corpo celular com a função de captar estímulos; axônio  que é o maior prolongamento e apresenta vesículas com neurotransmissores na porção terminal; o nódulo de Ranvier  que são regiões do axônio não recobertas por bainha e bainha de Mielina – células de Schwann que se enrolam no axônio com a função de isolante elétrico.

Existem vários tipos de neurônios: os neurônios aferentes (sensitivo): normalmente situados no epitélio da superfície do animal, apresentando a característica de irritabilidade, detectando as modificações do meio ambiente, tanto interno como externo, ou seja, são sensíveis aos estímulos externos ou internos. Neurônios eferentes ou motores: são especializados na condução do impulso nervoso ao órgão efetuador, que pode ser um músculo ou uma glândula, no caso dos mamíferos. Neurônio de associação: faz sinapse com o axônio do neurônio aferente de um determinado segmento do animal, passando pela corda ventral do animal e fazendo sinapse com o neurônio motor do segmento vizinho, permitindo que um estímulo recebido em um segmento provoque resposta em outro.

A neuroglia constitui cerca da metade do volume do SNC. Geralmente, suas células são menores do que os neurônios. São de 5 a 10 vezes mais numerosas. Dos seis tipos de neuroglias, quatro são encontrados somente no SNC: astrócitos, oligodendrócitos, micróglia e células ependimárias. As funções das células da glia (neuroglia) são: sustentação do tecido, produção de mielina, remoção de excretas, fornecimento de substancias nutritivas aos neurônios, fagocitose de restos celulares, isolamento dos neurônios.

Os axônios da maioria dos nossos neurônios são circundados por uma bainha de mielina, composto de lipídeos e proteínas. Assim como um fio elétrico é recoberto por um material isolante, a bainha de mielina isola o axônio de um neurônio e aumenta a velocidade de condução do impulso nervoso. O axônio é envolvido por um tipo celular denominado célula de Schwann/Oligodendrócito: Células de Schwann que determinam a formação da bainha de mielina (invólucro lipídico) no Sistema Nervoso Periférico, que atua como isolante térmico e facilita a transmissão do impulso nervoso.

Fonte:
BANKS, W. J. Histologia Veterinária Aplicada. 2.ed. São Paulo: Manole, 1992.
JACOBE, S. W.; FRANCONE, C. A. Anatomia e Fisiologia Humana. 3.ed. São Paulo: Interamericana, 1976.