Malaca

Malaca (Melaka, em malaio) é uma importante cidade da Malásia e capital do estado de mesmo nome. Atualmente conta com uma população de 503.127 habitantes, distribuídos em uma área de 304 km2. A cidade dá nome ainda ao estreito canal de água existente entre a península malaia e a ilha de Sumatra. De origem humilde como uma vila de pescadores, Malaca foi alçada ao status de um grande centro do comércio de especiarias no século XVI, formando um elo vital entre o oriente e o ocidente.

Sua fundação ocorre por volta de 1396, por um príncipe em fuga da ilha de Sumatra (atual Indonésia), chamado Parameswara, que buscava escapar da ira do imperador de Majapahit, a quem ele havia tentado destronar sem sucesso. Em Malaca, Parameswara irá estabelecer um sultanato (reino muçulmano) hindu. No auge de seu poder, o Sultanato de Malaca estendeu suas fronteiras ao longo de toda a península para abranger Pantani ao norte e a oeste para a ilha vizinha de Sumatra, anexando os núcleos de Aru, Rokan, Siak, Kampar e Inderagiri, em meados do século XV. A era de ouro do sultanato de Malaca durou menos de um século apenas.

No início do século XVI chegam os portugueses, que fazem da cidade uma importante feitoria, que passa a atuar como um importante ponto comercial e geopolítico, estratégico em meio a todo o império colonial português. Apesar de permanecerem quase um século e meio no controle do território, tal período foi o bastante para que a religião católica se firmasse numa área de forte influência muçulmana. Isso sem mencionar a comunidade mestiça luso-malaia que ainda existe na área e que mantém até mesmo uma língua crioula de origem portuguesa, o papiá-kistang, que curiosamente migraria também para o vizinho estado de Cingapura.

Em 1641, Malaca é tomada pelos holandeses, que começavam a substituir os portugueses na área. Agora estes eram os novos senhores do comércio de especiarias do extremo oriente, mas, como suas operações estavam sendo concentradas cada vez mais nas ilhas que formariam as Índias Orientais Holandesas, todo o aparato montado em Malaca foi aos poucos se transferindo para Sumatra.

No final do século XVIII, o poderio holandês começava a entrar em decadência, e ante à ameaça de que Malaca pudesse cair em mãos da França Revolucionária, esta foi entregue aos britânicos em 1795. A partir daí, o Reino Unido anexou os territórios vizinhos, dando origem à colônia dos Straits Settlements (Estabelecimentos do Estreito), que, junto a outras colônias associadas ao império britânico, daria origem ao atual estado malaio, em 1963.

Bibliografia:
Where it all began (em inglês). Disponível em: <http://www.2malaysia.com/malacca/history.htm> Acesso em: 07 jun. 2012.

Arquivado em: Ásia, História da Ásia