Nova França

Nova França ou Vice-reinado da Nova França (em francês, Vice-royauté de Nouvelle-France) era o nome dado aos territórios controlados pela França na América do norte entre 1534 e 1763. Sua área cobre atualmente boa parte das áreas centrais dos Estados Unidos e Canadá.

nova françaA colonização francesa nas Américas é considerada tardia. Giovanni Verrazzano e Jacques Cartier são os responsáveis pelas primeiras explorações, reconhecimento e consolidação do território. Foi em 1534 que Cartier reclamou a soberania da área para o rei francês, e quase dez anos depois, funda a primeira colônia, Charlesbourg-Royal, próximo à atual cidade de Québec.

Na verdade, o objetivo principal era a busca por uma passagem a noroeste para as índias. Sem a descoberta, e sem perspectiva de riquezas minerais, os franceses ignoram o território por cerca de 60 anos, exceto por uma pequena atividade de pescadores e caçadores de peles.

A colonização efetiva se inicia em 1608, com a fundação da cidade de Québec por Samuel de Champlain, considerado o pai da Nova França, responsável por dar um novo alento à colonização. No entanto, aos poucos, a economia local novamente entra em decadência, e a colônia é entregue ao controle do rei Luís XIV. O rei tornou-a uma província da França, dando-lhe uma organização administrativa hierárquica similar, ampliando seu território e cuidando dos núcleos populacionais, além de estimular a exploração dos recursos naturais do território.

A Nova França alcança sua maior extensão no início do século XVIII, ocupando a Terra Nova, Acádia (a parte mais a leste do Canadá, hoje dividida entre Québec e as Províncias Marítimas), a área em torno dos Grandes Lagos, a foz do rio Mississippi e mais ao sul a atual Luisiana, rasgando o continente de norte a sul e “cercando” as colônias britânicas. A colônia tinha cerca de vinte mil habitantes, na maioria agricultores espalhados ao longo de uma faixa entre os dois grandes centros urbanos, Québec e Montreal.

Apesar desta expansão, a Nova França era um "colosso com pés de barro": as colônias britânicas da América eram vinte vezes mais populosas, e logo, essa vantagem numérica se traduziu em vantagem militar. Os ingleses conquistam Québec em 1759 e somente um ano depois, todo o norte da Nova França cai.

A rendição formal ocorre em 1763, com o Tratado de Paris. Era o fim da presença francesa no Canadá. Uma parte de seus habitantes se transfere para a região da Luisiana, ainda sob domínio francês. Estes exilados, ao se misturarem a emigrantes do caribe francês dão origem à cultura local cajun (cajun é a forma corrompida do francês “acadien”, ou seja, cidadão da Acádia). No Canadá, a cultura e a língua de matriz francesa sobrevive ainda hoje, especialmente na província de Québec.

Bibliografia:
MATHIEU, Jacques. Nouvelle-France (em francês). Disponível em: < http://www.thecanadianencyclopedia.com/articles/fr/nouvellefrance#ArticleContents >. Acesso: 27/05/13.
Mapa: http://www.socialstudieswithasmile.com/Newfrance.html

Arquivado em: Idade Moderna