Período dos Reinos Combatentes

O período dos Reinos Combatentes é aquele que antecede a unificação da China, feita por Qin Shi Huang. Data-se que tal período ocorreu entre o século V a.C até 221 a.C e também fez parte da dinastia Zhou (uma das primeiras dinastias chinesas e a mais duradoura), seguida pelo período das “Primaveras e Outonos” (denominada assim, devido a inspiração de uma crônica da época igualmente nomeada, atribuída a Confúcio, um grande filósofo Chinês).

Tal momento histórico é nomeado devido a obra “Registro dos Reinos Combatentes”, que foi compilada no inicio da Dinastia Han (uma dinastia que durou de 206 a.C até 220 d. C). Tal fato assemelha os dois períodos citados até então, pois ambos receberam seus nomes baseados em escritos históricos da época. Outra semelhança de suma importância é que em ambos os momentos o rei atuava apenas como figura simbólica.

Porém, as semelhanças param por ai. Ao contrario do “Primaveras e Outonos”, o “ Reinos Combatentes” foi um momento em que os senhores regionais começaram a anexar pequenas regiões às de sua influencia, e as mais importantes delas eram: Qi () , Chu (), Yan (), Têm (), Zhao (), Wei () e Qin () . O conjunto dessas regiões, ou estados, são conhecidas como “Sete Estados Combatentes”.

Desse modo, o estado de Qin foi crescendo de uma maneira tal, fazendo com que havia uma diferença muito grande dele, em comparação, com os outros seis estados. E devido a isso, tais estados implantaram uma politica que deveria frear todo esse crescimento de Qin, o que eles chamavam de “Aliança de Hezong”, ou conhecida também como “conexão vertical”. Esse bloco era formado pelos reinos de Zhao, Qi, Wei, Chu, Yan, e Têm, cuja os territórios unidos, iam do norte e acabavam no sul. Enquanto isso, do outro lado, o segundo bloco era conhecido como “aliança Liangheng”, conhecida também como “ligados horizontalmente”. Esse bloco era formado pelo estado de Qin e outros reinos menores do centro e oeste da China.

A partir de toda essa estrutura descrita, o bloco “Aliança Hezong” tinha apenas um objetivo, barrar todo esse crescimento do reino de Qin; enquanto isso a “aliança Liangheng” tinha uma estratégia muito particular : derrotar os outros seis estados, um a um. E aos poucos isso foi acontecendo. Primeiramente foi conquistado o estado de de Têm em 230 a.C, depois o de Zhao e Wei no ano 225 a.C, o estado de Chu no ano 223 a.C, estado de Yan em 222 a, C, e o estado de Qi em 221 a.C, completando assim a unificação da China e iniciando a Dinastia de Qin.

Fontes:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Per%C3%ADodo_dos_Reinos_Combatentes
http://pt.encydia.com/es/Reinos_Combatentes

Arquivado em: China, História da Ásia