Mosquito-palha

O mosquito-palha, cujo nome científico é Lutzomyia longipalpis, é um inseto díptero hematófago da subfamília denominada Phlebotominae, subordem Nematocera, família Psychodidae. Dos gêneros de flebotomíneos, Lutzomyia é o maior e de mais ampla distribuição geográfica, com representantes desde os Estados Unidos até o norte da Argentina. Este inseto é o principal transmissor da leishmaniose.

Lutzomyia longipalpis. Foto: Ray Wilson, Liverpool School of Tropical Medicine [CC-BY-2.5 (http://creativecommons.org/licenses/by/2.5) or CC-BY-2.5 (http://creativecommons.org/licenses/by/2.5)], via Wikimedia Commons

Lutzomyia longipalpis. Foto: Ray Wilson, Liverpool School of Tropical Medicine [CC-BY-2.5], via Wikimedia Commons

Os flebotomíneos são insetos holometábolos, sendo que suas fases larvais desenvolvem-se e alimentam-se de matéria orgânica depositada no solo, enquanto os adultos de ambos os sexos se alimentam de açúcares de plantas. Somente as fêmeas adultas são hematófagas, sendo o alimento importante para a maturação dos ovos.

Sua a cor é amarelada, cabeça com antenas longas, asas grandes, revestidas de cerdas. Para diferenciação de machos e fêmeas observa-se que os machos tem mandíbulas rudimentares , não sendo capazes de penetrar na pele dos vertebrados e nem de se alimentar de sangue. Apresentam terminália no final do tórax, que é um apêndice em forma de garra. As fêmeas são hematófogas e os machos fitófogos. Ambos vivem em mata fechada, seus ovos são depositados em solo úmido.

O ciclo biológico da L. longipalpis se processa no ambiente terrestre e compreende quatro fases de desenvolvimento: ovo, larva (com quatro estágios), pupa e adulto. Após a cópula as fêmeas colocam seus ovos sobre um substrato úmido no solo e com alto teor de matéria orgânica, para garantir a alimentação das larvas. Os ovos eclodem. As larvas alimentam-se vorazmente e desenvolvem-se em média entre 20 a 30 dias, de acordo com as condições do meio ambiente. Após esse período as larvas de quarto estágio transformam-se em pupas. O período pupal em condições favoráveis tem duração média de uma a duas semanas. No desenvolvimento do ovo ao inseto adulto decorre um período de aproximadamente 30 a 40 dias de acordo com a temperatura. Em áreas urbanas, os animais domésticos são a principal fonte de alimentação das fêmeas no ambiente doméstico. A longevidade das fêmeas é estimada em 20 dias.

Embora se conheça os hábitos alimentares das formas imaturas, pouco se sabe sobre os criadouros naturais das larvas de flebotomíneos. As formas imaturas têm sido encontradas em ambientes domésticos, peridomésticos e silvestres. O conhecimento mais específico desses sítios de criação pode facilitar o controle desses psicodídeos.

Fonte:
http://portalpbh.pbh.gov.br/pbh/ecp/comunidade.do?evento=portlet&pIdPlc=ecpTaxonomiaMenuPortal&app=saude&lang=pt_BR&pg=5571&tax=16040
http://caminhosdabio.wordpress.com/category/inseto/lutzomyia-longipalpis/
http://www.ebah.com.br/content/ABAAAfrlcAF/lutzomyia-longipalpis-vetor-leishmaniose
Pietra Lemos Costa , Comportamento da Fauna de Flebotomíneos, Com Ênfase em Lutzomyia Longipalpis, Em Área Endêmica Para Leishmaniose Visceral No Município De Passira, Agreste De Pernambuco . Dissertação De Mestrado: http://www.cpqam.fiocruz.br/bibpdf/2011costa-pl.pdf

Arquivado em: Insetos