Youtuber

Youtuber é o criador de conteúdo para a plataforma de compartilhamento de vídeos norte-americana YouTube. O primeiro youtuber foi Jawed Karim, co-criador do site, que publicou em 2005 um vídeo de 19 segundos com o título "Eu no zoológico" (Me at the Zoo), no qual caminhava observando animais. Naquele período, ser "youtuber" significava somente ter uma conta no site e fazer upload de vídeos simples.

Um ano depois surgiu o primeiro youtuber brasileiro, Guilherme Zaiden. Ele fazia vídeos de teor cômico e entre suas criações destacaram-se as "Confissões de um emo", a "Jesus te ama!" e a "Associação Brasileira de Vício ao Orkut". Zaiden publicou estes vídeos e ficou famoso em um período que o YouTube contava com somente dois milhões de usuários no Brasil. Ainda em relação aos brasileiros, uma marca relevante foi registrada a partir da publicação de um vídeo contendo o treino do jogador Ronaldinho Gaúcho. O arquivo foi o primeiro a atingir um milhão de visualizações.

A partir da segunda metade dos anos 2010, o YouTube apresentou cerca de 1,5 bilhão de utilizadores em escala global, público formado por assinantes e criadores de conteúdo. Com o aumento exponencial da plataforma e as políticas de monetização de vídeos, a atividade de youtuber tornou-se rentável e muitos usuários começaram a profissionalizar os seus canais.

A ascensão do eu

Nos anos 1960, Andy Warhol afirmava que no futuro todos teriam os seus 15 minutos de fama. A profecia efetivou-se na medida em que a evolução e expansão tecnológica da internet começou a substituir outros meios de comunicação tradicional. Gradualmente, pessoas de todas idades passaram a assistir menos televisão em decorrência da oferta múltipla de plataformas online.

Assim, o YouTube tornou-se uma forma de catapultar pessoas anônimas ao estrelato. Através do surgimento de uma teia reunindo mídias sociais, canais de streaming e aplicativos, a plataforma contabilizou bilhões de usuários visualizando vídeos diariamente, o que propulsionou cidadãos comuns à fama por um período, muitas vezes a partir da ridicularização.

Ter a possibilidade de investir para se tornar um youtuber de sucesso, na verdade, tornou-se o sonho de grande parte dos jovens. Com a proliferação destes ilustres desconhecidos, o mercado rapidamente enxergou neste segmento um filão para expandir suas marcas atingindo principalmente crianças e adolescentes.

Youtubers e o mercado

Desta forma, os youtubers são utilizados para fazer a divulgação de seus patrocinadores para os seus milhões de assinantes. Essas ações podem ocorrer de diversas formas, vão desde a presença destes produtos no cenário em que o youtuber apresenta seus vídeos, podem estar em suas roupas ou serem mostradas de forma mais direta.

Unboxing

Nesta modalidade o youtuber recebe algum produto que esteja bastante famoso. Ele alardeia a abertura do presente em vídeos anteriores para chamar a atenção. Então escolhe uma data onde passa a praticar o unboxing, ou seja, o ato de abrir presentes e demonstrar suas reações como uma criança que descobre um videogame na véspera de Natal. Muitos canais são especializados somente em unboxing e trabalham com grande variedade de materiais.

Influenciadores digitais

Os influenciadores digitais são youtubers que indicam produtos a partir de sua credibilidade perante o público. Podem representar o segmento cultural, bastante comum na plataforma, dando dicas de livros, filmes, séries e quadrinhos. Normalmente, fazem resenhas positivas a respeito das obras, apresentando edições de luxo e mostrando trechos inéditos dos materiais para aguçar a curiosidade dos assinantes.

O interesse, nas duas modalidades, é passar a impressão de uma experiência autêntica, como se realmente o youtuber em questão fosse grande fã de uma marca ou produto, ou recebesse fortuitamente alguns presentes aos quais, entusiasmado, coloca-se a desembrulhar. A tática apresentou grande receptividade pública e tornou-se uma das mais concorridas entre as companhias. Segundo analistas de engajamento, a resposta do público dos youtubers é mais efetiva do qualquer outro meio de publicidade.

Fontes:

https://www.britannica.com/topic/YouTube

https://www.publico.pt/2012/02/22/jornal/andy-warhol-os-15-minutos-de-fama-que-se-tornaram-eternos-24037382

https://blog.influu.me/como-surgiu-profissao-youtuber/

https://www.nuvemshop.com.br/blog/nuvemcast-influenciadores-digitais/

Arquivado em: Internet, Profissões