Disfemismo

Graduação em Letras Português e Inglês (Universidade Presbiteriana Mackenzie, 2010)

Publicado em 18/12/2018

Disfemismo vem da palavra grega Dysphemia que significa mau agouro, palavras más, de desgraça.

Considerado o oposto do Eufemismo, o Disfemismo é uma figura de linguagem que consiste no emprego de expressões ou termos rudes, sarcásticos, provocativos, humilhantes que são usados para definir pessoas ou situações. Porém na comunicação, tudo depende do contexto e apenas através dele que entenderemos se a expressão ou a palavra tem sentido pejorativo ou não.

Já, no Eufemismo as palavras ou expressões são usadas de maneira a suavizar, amenizar a mensagem, substituindo a palavra ou expressão desagradável por outra menos rude. Veja como Manuel Bandeira usou o Eufemismo para fazer referência ao momento da morte:

"Quando a indesejada da gente chegar. "

Abaixo, alguns exemplos de Disfemismos:

Joana é considerada a Olívia Palito da sua sala. – Pessoa muito magra

Tatiane sempre é chamada pelos seus amigos de pintora de rodapé. – Pessoa muito baixa.

João é um rolha-de-poço. – Pessoa gorda.

Edson bateu as botas. – Faleceu.

O evento estava um fuzuê danado. – Desorganizado.

Amaro é o cão chupando manga. - Pessoa feia.

Rogério vai ver o sol nascer quadrado. – Ser preso.

Ela é muito linguaruda. – Fala o que não deveria falar.

O disfemismo perde seu sentido depreciativo quando o contexto da mensagem é humorístico. Dessa forma, em piadas é muito falado, socialmente, palavrões.

Referência Bibliográfica:

https://www.recantodasletras.com.br/gramatica/2998214

https://conceitos.com/disfemismo/

https://educalingo.com/pt/dic-pt/disfemismo

http://edtl.fcsh.unl.pt/encyclopedia/disfemismo/

Arquivado em: Linguística, Português