Onomástica

A onomástica (ato de nomear, dar nome) é o estudo dos nomes próprios de todos os gêneros, das suas origens e dos processos de denominação no âmbito de uma ou mais línguas ou dialetos.

onomástica
Embora a ideia de abordar sistematicamente os nomes próprios tivesse surgido com os estudos que os eruditos renascentistas fizeram dos clássicos greco-latinos, considera-se que o estudo dos antropônimos começou verdadeiramente no século XVII.

Pode explicar-se, muito esquematicamente, como podemos vir a conhecer as origens dos nomes. Recorremos para tal a duas ciências auxiliares da História: a epigrafia e a paleografia. A primeira ensina-nos a ler as inscrições em pedra, madeira, marfim, barro, etc.; a segunda os textos escritos em papel, papiro ou pergaminho. Estes documentos, se forem datados e comparados uns com os outros, em ordem cronológica, permitem-nos seguir a evolução de um nome, e por vezes até reconstituir um nome que sabemos que deve ter existido, mas de que não conhecemos um exemplo escrito.

Chegaram até nós milhares de inscrições antigas que incluem nomes, desde os textos sumérios até às lápides funerárias paleocristãs. A Idade Média deixou-nos um número considerável de documentos em pergaminho, geralmente escrituras ou testamentos, quer isolados quer em códices, de valor inestimável para a onomástica, e em especial para a antroponímia. Sobretudo a partir do Renascimento, podemos também contar com obras literárias. Os nomes mais recentes podem ser estudados através da imprensa, de alguns estudos sociológicos e até dos diplomas legais.

onomástica. In Infopédia [Em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2011. [Consult. 2011-01-01].

A onomástica é dividida em:

Toponímia: estudo dos nomes de lugar, da sua origem e evolução; além dos nomes de cidades e localidades a toponímia estuda:

  • Hidrônimos: nomes de rios e outros cursos d'água.
  • Limnônimos: nomes de lagos.
  • Orônimos: nomes dos montes e outros relevos.
  • Corônimos: nomes de subdivisões administrativas e de estradas.
  • Exônimos: nomes de lugares em línguas estrangeiras em relação àquela falada no próprio lugar.

Antroponímia: estudo dos nomes próprios das pessoas, sejam prenomes ou apelidos de família (português europeu) ou sobrenome (português brasileiro).

FONTES:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Onom%C3%A1stica
http://www.infopedia.pt/$onomastica

Arquivado em: Linguística