Contos de Aprendiz

Carlos Drummond de Andrade nasceu no ano de 1902 e com sua composição poética tornou-se um dos maiores poetas do modernismo no Brasil. Seu fazer poético é caracterizado pelo verso livre, estilo que o autor instituiu na literatura brasileira. Apesar de a maior parte de sua obra ser em poesia, Contos de Aprendiz é um dos poucos livros em prosa da autoria de Drummond.

Contos de Aprendiz  contém 15 divertidas histórias falando de maneira emocionante do Brasil que fica deslumbrado com novidades como cinema, telefone, televisão e outros confortos da modernidade que surgiram na época.

São eles:

  1. A salvação da alma – a história de cinco irmãos, quatro meninos e uma menina, das suas brigas, e do dia em que foram levados para se confessar e pediram perdão uns aos outros pelos erros cometidos.
  2. Sorvete – Joel e seu amigo iam ao cinema quando viram uma propaganda de sorvete e ficaram com muita vontade de tomar. Ao voltarem do cinema tomam o sorvete e odeiam, mas tem que tomar até o fim para não desonrar a família.
  3. A doida – A história de uma mulher doida e de um grupo de meninos que jogavam pedra nela. Um deles corajosamente resolve entrar em sua casa e percebe que ela está morrendo, se compadece e fica lá lhe fazendo companhia.
  4. Presépio – A história da jovem Das Dores, do presépio que ela tinha que montar até o anoitecer e da sua aflição para não faltar a missa do galo. Tudo isso é atrapalhado pelo namorado, pelos irmãos e pelas amigas.
  5. Câmara e cadeia – Valdemar trabalha na Câmara, que fica ao lado da cadeia. Certo dia um preso foge e Valdemar é o único que consegue conversar com ele e acalmá-lo. Ao final da história o preso é perseguido pelos policiais.
  6. Beira rio – Capitão Bonerges liderava as terras da companhia, e acaba descobrindo que os trabalhadores estão comprando bebida de um negro. Ao final acaba chamando a polícia e o negro tem sua vendinha destruída e é obrigado a ir embora.
  7. Meu companheiro – O homem na estrada pagara mais que o necessário por um cachorrinho, levou-o pra casa e lhe chamava de pirulito. Os dois eram bons companheiros, até que um dia o cachorro desapareceu.
  8. Flor, telefone, moça – Uma moça que mora ao lado do cemitério e tem como diversão assistir os velórios. Um dia passeando pelo cemitério arranca uma flor do chão. A partir dai começa a receber ligações de uma voz distante e suplicante que todo dia ao mesmo horário pedia sua flor de volta. A voz não parou e a menina foi perturbada até morrer.
  9. A baronesa – A baronesa morre e Luís, que vivera em sua casa por muitos anos, chama o amigo Renato para juntos se apoderarem das jóias da morta.
  10. O gerente – Samuel, o gerente bem sucedido de um banco, não se casara, e começou a frequentar a sociedade até que estranhos eventos começaram a acontecer com ele.
  11. Nossa amiga – A história de uma menina que vivia entre duas casas e tinha medo de Pepino, um velho bêbado que pegava as crianças.
  12. Miguel e seu furto – Miguel teve a ideia de roubar o mar ao ler um jornal, e com o sucesso do plano ficou tão rico que chegava a queimar suas riquezas.
  13. Conversa de velho com criança – A historia de um expectador que observava a conversa de um velho (Ferreira) com uma menina (Maria de Lourdes) no ônibus.
  14. Extraordinária conversa com uma senhora de minhas relações – A história de um homem que encontra uma mulher, conhecida sua, em um ônibus, mas não a reconhece, e mesmo assim permanece conversando com ela.
  15. Um escritor nasce e morre – A história de um aluno que escreve a historia de sua viagem imaginária ao Pólo Norte e é apontado pela professora como um grande escritor. Morre aos trinta anos.

Fontes:
http://www.umajanelasecreta.com/2013/05/resenha-contos-de-aprendiz-carlos.html
http://verbologia.com/?p=17
http://www.companhiadasletras.com.br/detalhe.php?codigo=13223

Arquivado em: Contos, Livros