Número de diagonais de um polígono

Bacharel em Matemática (Mackenzie, 2015)
Licenciado em Matemática (Mackenzie, 2014)

Sempre abrir.

Polígonos

Polígonos são figuras geométricas planas que são formadas por segmentos de reta a partir de uma sequência de pontos de um plano, todos distintos e não colineares, onde cada extremidade de qualquer um desses segmentos é comum a apenas um outro.

Eles podem ser côncavos ou convexos. Dados dois pontos A e B, interiores ao polígono, ele será convexo se, e somente se, o segmento de reta AB estiver contido inteiramente no polígono. Caso contrário, ele será côncavo.

Polígono convexo

A reta AB está inteiramente contida no polígono:

Polígono côncavo ou não convexo

A reta CD não está inteiramente contida no polígono.

Diagonal de um polígono

A diagonal de um polígono é um segmento cujas extremidades são vértices não consecutivos desse polígono:

Na figura acima, os segmentos AC  e BD  são diagonais.

Número de diagonais de um polígono

É possível determinar a quantidade de diagonais que um polígono qualquer de lado n pode ter. Existe uma fórmula matemática que nos dá essa quantidade de diagonais, considerando a quantidade de lados do polígono.

Considere o seguinte polígono, um hexágono regular ABCDEF:

Para cada vértice deste polígono, por exemplo, o vértice A, podemos contar, inicialmente 6 diagonais:

Uma delas é AA (sai de A e vai para ele mesmo), AB, AC, AD, AE, AF.

Mas, pela definição de diagonal, os segmentos AA, AB e AF não são diagonais, pois AA é, em si o próprio vértice A e AB e AF são lados do polígono.

Assim, dos 6 segmentos, apenas 3 são realmente diagonais. Como temos um total de 6 vértices, de cada um deles sairão 3 diagonais, totalizando 6 . 3 = 18 diagonais (observe que estaremos contando, por exemplo, AC e CA como duas diagonais diferentes, por isso sempre devemos dividir esse valor por 2, como veremos, totalizando 9 diagonais para um hexágono).

Isso sempre acontecerá em qualquer polígono. Por exemplo, se um polígono tem 8 lados, de cada vértice contamos 8 segmentos, dos quais 3 deles não são considerados diagonais, ou seja, teremos 8 – 3 diagonais, ou seja, apenas 5.

Número de lados: 4 5 6 7 8 n
Número de diagonais de um vértice: 1 2 3 4 5 n-3

Nesse sentido, para um polígono de n lados, teremos, saindo de cada vértice, n – 3 diagonais. Como temos n vértices, a quantidade de diagonais será n (n - 3).

Note que, como dito antes, estamos contando cada diagonal duas vezes. Tomando a figura acima como exemplo, estamos contando que AD e DA são duas diagonais diferentes, quando na verdade é a mesma. Assim, do total de diagonais que calculamos em um polígono, temos que dividir esse valor por 2.

Assim, para um polígono de n lados, teremos uma quantidade de diagonais dada por:

Vale ressaltar que n sempre deve ser maior que 3, pois um polígono de exatamente 3 lados (um triângulo) não possui nenhuma diagonal.

Ilustrando:

Exemplo

Qual a quantidade de diagonais de um polígono de 12 lados?

Logo, esse polígono tem 54 diagonais.

Referência:

DOLCE, Osvaldo; POMPEO, José Nicolau. Fundamentos de Matemática Elementar. Geometria Plana. Vol. 9. São Paulo: Atual, 1995.

Arquivado em: Geometria Plana