Tipos de Fluxos e Escoamentos

Doutorado em Física (UFJF, 2019)
Mestrado em Física (UFJF, 2015)
Graduado em Bacharelado em Física (UFJF, 2015)
Graduado em Licenciatura em Física (UFJF, 2013)

Este artigo foi útil?
Considere fazer uma contribuição:


Ouça este artigo:

É entendido como fluido qualquer tipo de matéria que apresenta a propriedade de escoar ou fluir. Esses fluxos de fluidos sempre estão apoiados nas leis e princípios já destacados acima. Na natureza os fluxos são caracterizados nas diversas seguinte maneiras:

Fluxo laminar: Nesse caso as partículas constituintes do fluido apresentam trajetórias bem definidas. Essas trajetórias formam camadas ou lâminas que preservam as propriedades e características do meio. O escoamento laminar aparece geralmente em baixas velocidades e em fluidos mais viscosos. Nesse tipo específico de escoamento a viscosidade do fluido age de maneira a amortecer o surgimento de turbulências.

Escoamento turbulento: Nesse caso as partículas constituintes do fluido apresentam trajetórias indefinidas. Isso quer dizer que as trajetórias são aleatórias e irregulares. Geralmente o escoamento turbulento aparece em fluidos menos viscosos como a água.

Escoamento unidimensional: O escoamento unidimensional é definido como sendo o tipo de escoamento onde as suas propriedades, como por exemplo a velocidade e a pressão, apresentam dependência de uma única coordenada espacial mais uma coordenada temporal. Ou seja, são funções em apenas uma dimensão espacial e uma temporal.

Escoamento bidimensional: Nesse escoamento as partículas constituintes do fluido escoam com trajetórias idênticas em planos paralelos.

Escoamento rotacional: Nesse escoamento as partículas que constituem o fluido apresentam em uma certa região uma rotação em torno de um eixo qualquer. Esse tipo de escoamento também é denominado escoamento vorticoso.

Escoamento irrotacional:Nesse escoamento as partículas constituintes do fluido apresentam em uma certa região não apresentam uma rotação em torno de um eixo qualquer.

Escoamento permanente: Quando as propriedades de um fluído e das partículas que o constituem, em cada ponto, não apresentam variação no tempo.

Escoamento variável: Esse tipo de escoamento é também conhecido como escoamento não permanente. O escoamento variável ocorre quando as propriedades de um fluído e das partículas que o constituem, em cada ponto, apresentam variações no tempo.

Escoamento uniforme: O escoamento uniforme é o tipo de escoamento no qual o vetor velocidade apresenta o mesmo módulo, direção e sentido em todos os pontos do fluido.

Escoamento variado: O escoamento variado é o tipo de escoamento no qual o vetor velocidade não apresenta o mesmo módulo, direção e sentido em todos os pontos do fluido. Ou seja, o vetor velocidade é diferente em todos os pontos do fluido.

Escoamento livre: Esse tipo de escoamento é também conhecido como escoamento em superfície livre e corre quando um líquido estiver em contato com a atmosfera. Como por exemplo em rios, córregos entre outros. Aqui existe necessariamente a atuação da aceleração da gravidade.

Escoamento forçado: Este tipo de escoamento ocorre sempre no interior de tubos fechados como tubulações e ocupando toda sua área geométrica. Além disso o flui não entra em contato com o ambiente externo e a pressão exercida pelo fluido na tubulação é diferente da pressão atmosférica. É denominado forçado pois existe a ação da gravidade ou de bombas para o bombeamento.

REFERÊNCIAS:

BONJORNO, José Roberto; BONJORNO, Regina Azenha; BONJORNO, Valter; CLINTON, Márcico Ramos. Física História & Cotidiano. São Paulo: Editora FTD, 2004, volume único.

HEWITT, Paul G. Física Conceitual. Porto Alegre: Editora: Bookman, 2011, 11ª. ed. v. único.

PORTO, Rodrigo de Melo. Hidráulica Básica. 4ª Edição. EESC USP.

Arquivado em: Mecânica de Fluidos